Olga Bagatini
24/09/2017
06:30
São Paulo (SP)

O goleiro Fernando Prass está prestes a escrever mais um capítulo em sua história com o Palmeiras. No jogo contra o Fluminense, neste domingo, o goleiro chegará aos 88 jogos com a camisa alviverde no Campeonato Brasileiro e igualará a marca de Sérgio (1999 a 2006) como segundo goleiro com mais atuações pelo Verdão na competição. "São" Marcos (1992 a 2012), com 168 partidas pelo time na Série A, está no topo da lista.

Prass igualará a marca poucos dias após o presidente Maurício Galiotte indicar que a renovação de seu contrato, que termina dia 31 de dezembro, está encaminhada. O camisa 1 passou por uma recente má fase e chegou a perder a titularidade para Jailson, em julho, após uma sequência de falhas.

Porém, diante da lesão no quadril sofrida pelo companheiro, Prass voltou à meta. E mesmo diante das contestações, tem mostrado atuações consistentes que levaram o Palmeiras a querer renovar seu vínculo por mais uma temporada.

No Palmeiras desde dezembro de 2012, o arqueiro de 39 anos já soma 243 jogos pela equipe. Ele não esconde o desejo de se aposentar no clube e diz que gostaria de jogar por mais três anos. Caso isso se concretize, ele pode vir a ultrapassar Marcos e se tornar o goleiro com mais jogos pelo Palmeiras no Brasileiro, mas, para isso, terá que ter certa regularidade no time titular. 

Quando perdeu o posto para Jailson, reconheceu que os momentos de oscilação são normais, mas conseguiu dar a volta por cima e tem sido decisivo nos últimos jogos. Na vitória sobre o Coritiba, na rodada passada, foram pelo menos duas defesas difíceis que garantiram a vitória por 1 a 0. Na semana anterior, pegou um pênalti cobrado por Fred no empate com o Atlético-MG, no Independência.

O time comandado por Cuca não perde há três rodadas, soma 40 pontos e está na briga pela parte de cima da tabela, a 13 pontos do Corinthians, três pontos do vice-líder Grêmio e apenas um atrás do terceiro colocado Santos. A consistência de Prass é fundamental para que o Palmeiras siga firme na briga pela Libertadores e possa continuar acreditando na possibilidade de ser campeão.

Prass igualará a marca de Sérgio justamente diante do Fluminense, equipe que fez com que se firmasse de vez como ídolo alviverde. Na semifinal da Copa do Brasil de 2015, o camisa 1 fez milagre em chute de Fred para garantir a vitória por 2 a 1, nos últimos minutos, no Allianz Parque. E ainda foi decisivo nas cobranças de pênaltis que levaram o Verdão à decisão contra o Santos, e, posteriormente, ao título.

Prass virou tão ídolo que a torcida fez um bandeirão em sua homenagem na decisão disputada no Allianz Parque. O goleiro foi o único jogador a receber a honra - os outros tinham como personagens Cleo, torcedor histórico da Mancha Verde, e imagens da própria taça da Copa do Brasil.

Mais uma motivação para o goleiro repetir o bom desempenho recente e ajudar a levar o Verdão ao quarto jogo sem derrota - já são duas vitórias e um empate. A partida será neste domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã, e é válida pela 25ª rodada do Brasileirão.