icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
20/08/2015
15:26

Na vitória contra o Cruzeiro, Fernando Prass chegou a 131 jogos no Palmeiras. Com a marca, o camisa 1 se tornou o décimo goleiro que mais vestiu a camisa alviverde, ao lado de Nascimento, arqueiro entre 1929 e 1934 do Palestra Itália. Em boa fase, o experiente jogador já pensa em subir na lista, principalmente caso acerte a renovação de contrato com o Verdão.

- Em um clube de quase 101 anos, famoso por grandes goleiros, chegar aos dez que mais atuaram, é um número para se levar em consideração. A gente vê na frente lendas como Marcos, Oberdan Cattani e Sérgio. Mas poder entrar e ficar em uma lista de dez, com esses nomes na frente, comigo tentando chegar o mais perto possível, é supergratificante - afirmou o camisa 1.

Contratado no fim de 2012, Prass tem vínculo até o dia 31 de dezembro com o Palmeiras, e já iniciou as tratativas para renovar. Seu estafe e a cúpula do clube tiveram duas reuniões, e o goleiro reafirmou que a chance de ficar no clube é maior do que sair. Já livre para assinar um pré-contrato com outra equipe, o palmeirense se recusou a falar se foi procurado por outros times.

- Falei disso quando surgiu a história do pré-contrato... Não vou me posicionar, porque podem achar que quero pressionar o Palmeiras. Procuro ser correto, para poder cobrar, também, uma postura correta das pessoas. Se eu disser que teve (procura de outros clubes), posso estar mentindo, assim como se disser que não teve. Por mim, ninguém ficará sabendo sobre isso - acrescentou.

Após a partida contra a Raposa, Fernando Prass explicou que ainda precisa saber como será acertada a cláusula de produtividade neste novo acordo - seu atual contrato é da gestão de Arnaldo Tirone, com vencimentos sem bônus por partidas jogadas. Mais uma vez, o goleiro reforçou que este não será um problema, pois seu desejo é ficar por mais dois anos na Academia de Futebol.

Na vitória contra o Cruzeiro, Fernando Prass chegou a 131 jogos no Palmeiras. Com a marca, o camisa 1 se tornou o décimo goleiro que mais vestiu a camisa alviverde, ao lado de Nascimento, arqueiro entre 1929 e 1934 do Palestra Itália. Em boa fase, o experiente jogador já pensa em subir na lista, principalmente caso acerte a renovação de contrato com o Verdão.

- Em um clube de quase 101 anos, famoso por grandes goleiros, chegar aos dez que mais atuaram, é um número para se levar em consideração. A gente vê na frente lendas como Marcos, Oberdan Cattani e Sérgio. Mas poder entrar e ficar em uma lista de dez, com esses nomes na frente, comigo tentando chegar o mais perto possível, é supergratificante - afirmou o camisa 1.

Contratado no fim de 2012, Prass tem vínculo até o dia 31 de dezembro com o Palmeiras, e já iniciou as tratativas para renovar. Seu estafe e a cúpula do clube tiveram duas reuniões, e o goleiro reafirmou que a chance de ficar no clube é maior do que sair. Já livre para assinar um pré-contrato com outra equipe, o palmeirense se recusou a falar se foi procurado por outros times.

- Falei disso quando surgiu a história do pré-contrato... Não vou me posicionar, porque podem achar que quero pressionar o Palmeiras. Procuro ser correto, para poder cobrar, também, uma postura correta das pessoas. Se eu disser que teve (procura de outros clubes), posso estar mentindo, assim como se disser que não teve. Por mim, ninguém ficará sabendo sobre isso - acrescentou.

Após a partida contra a Raposa, Fernando Prass explicou que ainda precisa saber como será acertada a cláusula de produtividade neste novo acordo - seu atual contrato é da gestão de Arnaldo Tirone, com vencimentos sem bônus por partidas jogadas. Mais uma vez, o goleiro reforçou que este não será um problema, pois seu desejo é ficar por mais dois anos na Academia de Futebol.