Leandro Pereira - Palmeiras

L. Pereira marcou o primeiro gol desde o retorno no sábado (Foto: Alexandre Battibugli/Foto Arena/Lancepress!)

LANCE!
26/09/2016
18:49
São Paulo (SP)

Para Leandro Pereira, o Palmeiras certamente tem força suficiente para disputar os títulos do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil nesta reta final da temporada, sem ter que abrir mão de uma ou outra competição. Satisfeito com o que tem visto em campo e com a união do elenco, o jogador acredita que o grande responsável pelo momento bom do Verdão é o técnico Cuca. O camisa 30 rejeitou o rótulo de "Cucabol", que faz referência às inúmeras jogadas de bola área da equipe. 

- Não estava sabendo, mas me falaram agora disso de "Cucabol". Fizemos o gol de jogada ensaiada que demonstra que não é só o lateral que temos. Eu gosto de bola aérea, e é uma jogada que dá certo, vários outros times fazem. Não importa se é "Cucabol", importa é que dá certo - disse, e logo completou: 

- Todo mundo comprou a ideia do Cuca. Todo mundo muito focado nesse projeto de vencer. Quem joga, vê o outro saber esperar sua vez. Acho que isso é um dos nossos diferenciais. Palmeiras tem elenco para jogar os dois campeonatos. Sai um e entra outro da mesma posição, melhor, igual, uma mescla boa.

A tal "mescla boa" faz o centroavante acreditar na chance de brigar para conquistar dois títulos: Copa do Brasil e e Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, o compromisso contra o Grêmio, em Porto Alegre, é pelas quartas de final do torneio mata-mata e o centroavante tem opinião formada. 

- Se eu fosse o técnico, iria com força máxima. Somos os atuais campeões. Pegamos um duelo difícil contra o Grêmio, tem tradição e será um jogo complicado. Espero fazer um belo resultado, temos que defender este título. Entramos com uma bagagem a mais e espero que a gente consiga ser campeão, será muito bom ganhar os duas - analisou. 

- Acho que ele mesclando o time já é força máxima. Temos um elenco muito forte. Pelo que a gente vem fazendo dentro de campo, pelo nosso foco no dia a dia nos treinamentos, pode-se dizer que o título está perto. Se o Palmeiras for campeão, será por merecimento. Não será surpresa para ninguém. Nada mais justo do que um time que luta ser coroado com título - finalizou.