Copa do Brasil - Santos x Palmeiras (foto:Ari Ferreira/LANCE!Press)

David Braz e Barrios se estranharam (Foto: Ari Ferreira/LANCE!Press)

Fellipe Lucena
26/11/2015
01:03
Santos (SP)

Diferentemente do que costuma fazer, o presidente Paulo Nobre deu entrevista após a derrota para o Santos e reclamou muito do pênalti não marcado em cima de Barrios. "Assustado" com a decisão do juiz Luiz Flávio de Oliveira, o dirigente prometeu levar o caso à comissão de arbitragem da CBF.

- Em três anos como presidente, acho que vocês já se acostumaram e nunca me viram comentando arbitragem. Se você me pergunta, o Palmeiras foi vergonhosamente prejudicado. Futebol, senhores, não é basquete, onde saem 100 pontos. Um gol pode fazer total diferença. No começo do segundo tempo, o Palmeiras teria um pênalti e o Santos teria um jogador a menos - reclamou.

- O Santos mereceu a vitória, poderia até ter feito mais de um gol, mas futebol é assim. O Palmeiras poderia ter tido um pênalti. Não acredito em desonestidade, não acredito que o árbitro venha para operar um time. Acredito em falta de preparo, de experiência e critério. O que me assusta é que o Luiz Flávio é experiente, o lance foi na cara dele e ele não marcou - acrescentou.

Na última semana, o gerente de futebol Cícero Souza já tinha reclamado publicamente da arbitragem do jogo contra o Atlético-PR, pelo Brasileiro. Apesar das recentes contestações, Nobre disse que o Palmeiras não faz "escândalo" em público por conta da arbitragem. O presidente agora promete agir, como diz ter feito durante todo o ano.

"Futebol não é basquete, onde saem 100 pontos. Um gol pode fazer total diferença", criticou Paulo Nobre

- O Palmeiras acha mais efetivo fazer um DVD e mandar à Comissão de Arbitragem. O Palmeiras fez isso sempre que se sentiu prejudicado e não será diferente nesta partida - explicou o dirigente.

Apesar da irritação após a derrota por 1 a 0, Paulo Nobre saiu confiante da Vila Belmiro. Mesmo que o Santos possa ser campeão com um empate, quarta-feira, no Allianz Parque, o presidente considera que o Alviverde está "mais vivo do que nunca" na Copa do Brasil.

- (Chances) Gigantescas, tenho certeza que o Palmeiras será campeão. Confio muito no elenco, no brio dos jogadores, e tenho certeza que eles são capazes.