Cleiton Xavier

Meia vinha fazendo uma programação especial para evitar lesões (Foto: Cesar Greco/Fotoarena)

LANCE!
18/01/2016
22:01
São Paulo (SP)

Sonho antigo de Paulo Nobre, Cleiton Xavier ainda tem um voto de confiança do presidente do Palmeiras. Sem jogar desde agosto, o meia agora sofreu uma lesão grave na panturrilha direita e pode ficar mais dois meses sem jogar. Ainda assim, o dirigente avisou que o clube não irá ao mercado para esta vaga. Segundo ele, o atual grupo, diferentemente do de 2015, está mais preparado para não cair tanto de rendimento com lesões.

- Não é a ideia (voltar ao mercado). A gente montou um elenco para não passar pelos problemas de 2015. O time era muito bom, o elenco não era pequeno, mas tivemos umas certas dificuldades de encontrar substitutos para jogadores específicos que se lesionaram. Montamos um elenco com peças de reposição, para quando acontecessem problemas durante a temporada. A gente imaginava que algumas contusões aconteceriam, aconteceu agora na pré-temporada e nós temos peças de reposição e o Cleiton pode ter tempo para se recuperar - disse o dirigente, em entrevista ao Fox Sports.

Fã e próximo do jogador, Paulo Nobre queria repatriar Cleiton Xavier desde que chegou à presidência do clube, em 2013. A meta foi atingida em 2015, mas o jogador também teve muitos problemas físicos e ficou devendo: foram apenas 17 partidas na temporada passada, quatro como titular. 

- O Cleiton é um jogador que se deu muito bem no Palmeiras no fim da década passada. Foi negociado, coisa natural, e o palmeirense, inclusive eu, sempre sonhou com a volta dele. Ele se dedicou muito durante as férias e a gente imaginava que agora ele tivesse a deslanchada que todos esperam. Eu tenho muita esperança no Cleiton ainda, mas ele se machucou agora - lamentou.

Para reforçar sua confiança em Cleiton Xavier, Paulo Nobre citou Barrios. O atacante paraguaio chegou sem empolgar após a Copa América e recebeu até críticas, mas foi um dos destaques na final da Copa do Brasil, contra o Santos. 

- É natural o torcedor se decepcionar. Mas o dirigente tem que entender que o Cleiton é um ativo da casa e se está no Palmeiras é porque a gente acredita que ele possa render bons frutos. No ano passado, ele participou do primeiro gol do Gabriel Jesus, fez gol contra o Cruzeiro. Um jogador dessa qualidade quando tem uma sequência dá retorno. Muita gente falou do Barrios, mas ele já está mostrando. É jogador bom, que acaba dando retorno uma hora ou outra. O Cleiton, tenho certeza absoluta, que quando estiver em campo, será um jogador que dá retorno - acrescentou.