Palmeiras x Santos (foto:Mauro Horita/LANCE!Press)

Moisés foi substituído pouco depois do gol marcado por Yerry Mina no Allianz (Foto:Mauro Horita/LANCE!Press)

LANCE!
12/07/2016
23:31
São Paulo (SP)

A coxa direita de Moisés, lesionada em jogo contra o Sport, na segunda passada, voltou a doer durante o clássico contra o Santos, nesta terça-feira. Dúvida até horas antes da partida, o camisa 28 começou como titular, mas teve de ser substituído logo aos 12 minutos. Ele diz que não jogou no sacrifício.

- Não fui para o sacrifício. O campeonato é longo, a gente não ia arriscar dessa forma. Fui porque fiz os testes, estava muito bem, e a perspectiva era que eu jogasse o jogo todo. Senti logo no primeiro minuto e achei melhor não forçar mais. Agora é aproveitar que estou suspenso (contra o Internacional) e tratar da melhor forma para voltar 100% contra o Atlético-MG - disse o camisa 28, que recebeu cartão amarelo e desfalca o Palmeiras na próxima rodada, contra o Internacional. 

Moisés viu o restante do jogo do banco de reservas e deixou o Allianz Parque dizendo que o árbitro Wilton Pereira Sampaio deixou de marcar pênalti em lance de Zeca. Após cobrança de falta, a bola bateu na mão do lateral santista.

- Teve um lance no primeiro tempo com o Barrios, em que a bola bate no peito, resvala na mão e o juiz dá falta. Porque foi fora da área, né? Dentro da área ele não tem coragem de usar o mesmo critério. Tem de se destacar isso também. Mas o time adversário tem bons jogadores, foi um jogo de igual para igual. Mas há de se destacar que houve um pênalti claríssimo não marcado - reclamou. 

Na liderança com um ponto a mais que o arquirrival Corinthians e a seis de distância do quarto colocado Santos, o Palmeiras volta a campo no próximo domingo, no Beira-Rio, para enfrentar o Internacional, às 16h, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.