Rogério Micale

Técnico da Seleção sub-20 em visita à Academia de Futebol (Foto: Thiago Ferri)

LANCE!
03/11/2016
18:42
São Paulo (SP)

Rogério Micale, técnico da Seleção sub-20 e medalha de ouro na Rio-2016, e Erasmo Damiani, coordenador das categorias de base da CBF, visitaram nesta quinta-feira a Academia de Futebol. Os dois assistiram ao treino do Palmeiras com o gerente de futebol Cícero Souza e conversaram com Fernando Prass e Gabriel Jesus, ambos convocados para os Jogos Olímpicos. 

Damiani tem mais contato com jogadores e funcionários do clube, pois trabalhou no Verdão entre 2013 e 2015. Foi durante sua gestão que Gabriel Jesus começou a despontar no sub-17, e que o Verdão iniciou mudanças nas categorias de base. Para Micale, os resultados já estão aparecendo.

- Se for avaliar as convocações das seleções de base, sempre tem alguém do Palmeiras. É um dos clubes que têm maior investimento do futebol brasileiro, se não for o maior investimento. Observamos o potencial do time de juniores do Palmeiras, sempre com boas campanhas. Nossa função é acompanhar, é o que fazemos. É um fornecedor da Seleção, por isso estamos sempre conversando - disse Micale.

Desde a saída de Damiani, a base do clube é comandada por João Paulo Sampaio. No dia 7 de novembro, Micale comandará a Seleção sub-20 em um amistoso contra o México - o goleiro Daniel Fuzato e o atacante Artur, ambos do Verdão, estão na lista. Entre sub-15 e sub-23 (time olímpico), o Palmeiras teve 26 jogadores convocados em 2016. O principal deles é Gabriel Jesus.

Titular na conquista do inédito ouro para o país, o jogador de 19 anos é também titular do time principal, comandado por Tite.  Sem marcar há sete jogos no clube, mas em alta na Seleção, o camisa 33 foi defendido por Micale.

- O Gabriel Jesus é um dos grandes talentos do futebol brasileiro. É normal oscilar, ele tem 19 anos. Temos uma expectativa em relação a jovens talentos. É um ser humano, está em final de temporada, tem uma sobrecarga de jogos - justificou o treinador.