Lucas - Palmeiras (FOTO: Cesar Greco/Palmeiras)

Suspenso da final, Lucas quer Verdão com a cabeça no lugar contra o Santos (FOTO: Cesar Greco/Palmeiras)

LANCE!
28/11/2015
10:40
São Paulo (SP) 

Suspenso da grande decisão da Copa do Brasil por ter sido expulso na Vila Belmiro, o lateral-direito Lucas prometeu torcida intensa pelo Palmeiras contra o Santos na próxima quarta-feira, às 22h, no Allianz Parque. Para ele, os mais de 40 mil torcedores alviverdes farão a diferença a favor da equipe, cuja postura deve ser aguerrida, mas controlada emocionalmente.

- Em tudo o que a gente vai fazer nada vida é preciso ter equilíbrio. É muito importante nesse momento estar pilhado, sim, mas ter equilíbrio para o jogo, é preciso que cada atleta encontre isso dentro de si, entrar muito pilhado prejudica, com cinco minutos pode já levar cartão. É preciso ter isso para fazer uma boa partida e sair campeão - analisou.

E o jogador tenta controlar a ansiedade por não poder estar em campo na próxima quarta-feira. Além de prometar dar apoio ao grupo nos vestiários, o lateral conversou com o jovem João Pedro, seu provável substituto na partida e falou sobre a necessidade de cobranças internas do grupo para o sucesso na grande decisão da Copa do Brasil.

- Temos que trabalhar todas as questões, a gente faz um alerta e se cobra entre a gente, vamos nos cobrar, a minha atitude foi errada e eu tenho que ser cobrado, foram sete minutos com um jogador a menos. Às vezes a imprensa não sabe, mas a gente se cobra entre a gente. Temos que melhorar com a bola nos pés, ter esse controle melhor. Encontrar esse equilíbrio para tomar a decisão certa, ficar com a bola no pé. Dentro de casa, com nosso torcedor, isso acontecerá de uma forma meio natural, eu acho - completou.

Nos raros momentos em que não falou sobre arbitragem, Lucas bateu na tecla da cobrança interna do grupo. Em alguns momentos, o jogador acredita que torcedores podem pensar que o elenco está brigando entre si, mas, na verdade, é apenas algo saudável, feito em prol de toda a equipe.

- Vamos nos cobrar sempre, discutir e isso é positivo, é para o resultado no fim, para que a gente vença e esse é o único motivo de todos os ânimos exaltados. Tem que ter essa cobrança. Isso vai existir até o dia do jogo, conversando, até mesmo em um momento do treino, é normal - finalizou.

Antes de encarar o Santos pela grande decisão, o Palmeiras terá o Coritiba pela frente, neste domingo, às 18h, no Allianz Parque, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. Suspenso da final, Lucas pediu ao técnico Marcelo Oliveira para jogar e foi atendido.

O Verdão deve ir a campo com os seguintes jogadores: Prass (Fábio); Lucas, Nathan, Leandro Almeida e Egídio; Amaral e Andrei Girotto; Mouche, Juninho (Kelvin) e Allione; Alecsandro.