Fellipe Lucena e Thiago Ferri
11/10/2016
07:00
São Paulo (SP)

A cada rodada que o Palmeiras passa na liderança, cresce a lembrança de 2009, última vez em que o clube brigou pelo título brasileiro. Mas também a cada rodada, diminui a semelhança entre as campanhas. Mais sólido em 2016, o Verdão já tem números superiores aos de sete anos atrás, mesmo que faltem nove rodadas para o fim. Além disso, está “garantido” na Libertadores.

Já são mais vitórias agora do que em 2009: 18 contra as 17 do time que liderou por 17 rodadas e perdeu até uma vaga no torneio continental. Hoje com 60 pontos, o Verdão está prestes a bater a pontuação de 2009 (62) e deve conseguir a melhor campanha do clube desde 2006. Até agora o posto é da equipe de Vanderlei Luxemburgo, que em 2008 fez 65.

'É difícil não comentar, até a diretoria tocou neste assunto de 2009. Eu falei: serve como exemplo. Os jogadores têm de assimilar, não deixar subir para a cabeça, manter os pés no chão e focado até a última rodada', afirma Cleiton Xavier, ao L!

De acordo com o site Infobola, do matemático Tristão Garcia, o Palmeiras tem 99% de chances de ir para a Libertadores. A classificação é praticamente certa, pois o time já passou a pontuação do sexto colocado em nove das últimas dez edições do Brasileiro. Desde que o Brasileirão passou a ser disputado por 20 clubes em pontos corridos, em 2006, o sexto colocado fez mais de 60 pontos só uma vez - o Fluminense, em 2014. 

Além disso, neste mesmo momento do campeonato em 2009, o palmeirense já se preocupava com o início da queda de rendimento. A partir da 28ª rodada, o time empatou em casa com o Avaí (2 a 2) e depois perdeu para Náutico (3 a 0) e Flamengo (2 a 0), na 30ª rodada. Ali o Rubro-Negro arrancou para levar o título.

'Foi até o Alexandre (Mattos) que falou, se não me engano, numa reunião que temos com a direção, Cuca... era para a gente focar e concentrar mais ainda, e chegou no assunto. Sou o único que segue aqui. Então, tiraram como exemplo para o grupo minha situação de 2009', falou CX10

Desta vez, a situação é bem diferente. O time não perde há 12 rodadas (oito vitórias e quatro empates), vem de quatro vitórias consecutivas e atingiu a maior série invicta do Palmeiras nos pontos corridos. O time de Tite, em 2006, era o então detentor da marca, com 11 jogos sem perder.

Diretoria, jogadores e comissão técnica já tiveram uma reunião lembrando de 2009. Cleiton Xavier, que esteve naquela campanha, diz que a conversa serviu de alerta para não deixar que nada atrapalhe o Verdão nesta reta final. Nas contas de Cuca, mais cinco vitórias garantem o título brasileiro, que não vem desde 1994. O Palmeiras está também em contagem regressiva para nunca mais falar destes fantasmas recentes.

POR QUE ESQUECER 2009?

Pontuação: Na 29 rodada do Brasileiro de 2009, o Palmeiras tinha 54 pontos. Hoje, tem 60. Em 2008, quando teve seu melhor aproveitamento, o Verdão tinha 58 pontos nesta mesma rodada.

Número de vitórias: A campanha de 2009 terminou com 17 vitórias, 11 empates e dez derrotas. Neste ano, o Verdão tem 18 vitórias, seis empates e cinco derrotas. Números já são melhores que daquela edição.

Invencibilidade: O Palmeiras completou 12 jogos de invencibilidade no Brasileiro domingo, sua maior sequência invicta nos pontos corridos. A marca anterior era de 11 jogos em 2006, quando o Verdão era comandado por Tite. Naquela edição, sob o comando do atual técnico da Seleção foram seis vitórias e cinco empates.

Lesões: O Palmeiras perdeu jogadores importantes em 2009: Maurício Ramos, Pierre e Cleiton Xavier se machucaram durante a reta final. Desta vez, dos titulares, só Fernando Prass está no departamento médico, mas Jailson vem jogando bem em seu lugar. Neste elenco, Cuca tem mais opções para poupar os mais desgastados ou mudar as características da equipe.