Palmeiras

Cuca ajoelhado durante o jogo de domingo, contra o Atlético-MG (Foto: Cesar Greco)

LANCE!
25/07/2016
07:25
São Paulo (SP)

Com média de 2,5 gols/jogo no Allianz Parque até esse domingo, Cuca sofreu sua primeira derrota como mandante na arena. Depois de um jogo ruim, com direito a 23 cruzamentos errados (e só um certo) e poucas chances claras, o técnico foi questionado sobre seus atuais desfalques. Para encontrar soluções, o Verdão fará um jogo-treino na quarta-feira, contar a seleção do Iraque, na Academia de Futebol.

- Vamos ver durante a semana a melhor opção. Quarta-feira tenho um jogo-treino com a seleção do Iraque e já quero mexer alguma coisa para pensar no time de domingo - explicou o técnico ao falar da próxima partida contra o Botafogo, a princípio marcada para segunda, mas que pode ser antecipada por conta de um pedido da polícia do Rio de Janeiro.

No meio de campo, Moisés está voltando de uma lesão na coxa direita e ainda não há previsão para o seu retorno - existe a possibilidade de volta na próxima rodada. Será preciso, porém, buscar opções sem Tchê Tchê, que levou o terceiro cartão amarelo e perderá um jogo pela primeira vez no Palmeiras. 

A principal ausência ainda é a de Gabriel Jesus, que assim como Fernando Prass está na Seleção olímpica e pode ficar por mais cinco jogos fora. Contra o Atlético-MG, Cuca a princípio tentou manter um ataque veloz, com Erik, mas depois apostou na referência, com Barrios e Alecsandro.

- Você não tem a característica que tem o Gabriel. Ele é um jogador de força e velocidade. Você não acha isso em um centroavante ou outro jogador do grupo. Temos que entender que infelizmente neste momento ele faz falta, temos de encontrar uma solução para fazer jogo bom e vencer mesmo sem o Gabriel - acrescentou.