Fellipe Lucena
23/04/2018
08:00
São Paulo (SP)

O Palmeiras não teve uma atuação exuberante diante do Internacional, mas voltou a vencer após três partidas e viu Lucas Lima em jornada de protagonista após uma sequência ruim que quase lhe custou a vaga de titular.

Roger Machado contou que conversou com o camisa 20 na véspera do jogo para explicar detalhadamente as movimentações que esperava ver. O técnico já vinha batendo na tecla de que o meia estava se deslocando muito de sua posição para buscar jogo, aparecendo pouco às costas da linha de marcação adversária.

Lucas entendeu muito bem o que lhe foi solicitado. Praticamente todas as suas ações foram no campo ofensivo, boa parte delas aparecendo às costas de Rodrigo Dourado e Gabriel Dias, os volantes do Inter. Foi assim que ele sofreu uma falta na boca da área (que cobrou mal, em cima da barreira) e que quase deixou Borja na cara de Danilo Fernandes com um passe de primeira, bem interceptado pela zaga.

Mas o meia percebeu que ficar perambulando só por aquela região do campo também não é o ideal. Quando recuou para buscar a bola com Bruno Henrique, aos 39 minutos do primeiro tempo, a defesa gaúcha não o encontrou e forneceu o espaço necessário para que ele acionasse Diogo Barbosa pela esquerda. O lateral cruzou para Dudu marcar o gol da vitória.

Esse lance pareceu resgatar a confiança de Lucas Lima. Antes do fim do primeiro tempo, ele criou outras duas jogadas parecidas. No segundo, fez outra coisa cobrada pelo chefe: preencheu o espaço deixado por Borja dentro da área, recebeu do colombiano e finalizou. A bola bateu na trave. Foi um jogador muito mais perigoso do que em jogos recentes.

Esse lance aconteceu durante o melhor momento do Palmeiras na partida, na metade do segundo tempo. O time empurrava o Internacional para perto do seu gol e roubava bolas no campo de ataque, acumulando oportunidades. É o jogo que caracterizou o Verdão em seus pontos mais altos nesta temporada.

Mas isso não foi uma constante. Também houve muitos momentos de dificuldade na saída de bola, como nos últimos jogos. A fase de Felipe Melo não é boa. O camisa 30 iniciou diversas jogadas de ataque do Inter com passes errados, incluindo o lance que terminou com o gol mal anulado de Damião. Marcos Rocha é outro que não tem mantido o bom nível do início do ano.

O Palmeiras volta a campo na quarta-feira, contra o Boca Juniors, em La Bombonera. Será preciso jogar mais do que neste domingo. O time sabe disso.