Fellipe Lucena e Thiago Ferri
13/07/2016
19:37
São Paulo (SP)

O futuro de Gabriel Jesus terá um capítulo importante nos próximos dias. Alexandre Mattos, diretor de futebol do Palmeiras, viajou à Espanha e terá uma conversa com o Barcelona sobre o atacante. O diálogo será intermediado por André Cury, empresário que conserva boa relação com a equipe catalã.

O Barcelona não planeja incorporar o jovem de 19 anos ao elenco imediatamente, mas sabe que a concorrência para levá-lo à Europa será muito grande. Por isso, tenta encontrar maneiras de assegurar que conseguirá contratá-lo a partir do ano que vem. 

A ideia do Barça, manifestada por seu diretor de futebol, Raúl Sanllehí, durante a recente visita que fez ao Brasil, era estabelecer em contrato a preferência para comprar Gabriel Jesus, algo semelhante ao que os clubes fizeram com o zagueiro Yerry Mina. O Palmeiras entendeu que não seria interessante fazer o mesmo com o camisa 33, já que várias propostas por ele surgirão. Os espanhóis devem insistir.

Pessoas ouvidas pelo LANCE! garantem que a conversa de Mattos com o Barcelona não indica que o futuro do jogador já esteja decidido e reforçaram que a ideia de mantê-lo pelo menos até o fim desta temporada não foi alterada. Real Madrid, Manchester United e Inter de Milão aparecem frequentemente na imprensa europeia como candidatos a contratar o garoto.

O Palmeiras tem apenas 30% dos direitos econômicos de Gabriel Jesus (o restante está dividido entre Fábio Caran, ex-empresário da joia, Cristiano Simões, o atual agente, e o próprio Gabriel), mas assegura que só o libera mediante o pagamento da multa rescisória de 40 milhões de euros. O vínculo dele prevê um desconto para cinco clubes: Barcelona, Real Madrid, PSG, Manchester United e Bayern de Munique precisam desembolsar "apenas" 24 milhões de euros para levá-lo.