Fellipe Lucena e Thiago Ferri
15/02/2017
07:00
São Paulo (SP)

Eduardo Baptista optou pelo mistério e vai montar o time titular do Palmeiras para o jogo contra o São Bernardo em um treino fechado na tarde desta quarta-feira, no Allianz Parque. Após a derrota por 1 a 0 para o Ituano, com atuação muito fraca, a equipe pode ter mudanças em todos os setores no duelo desta quinta, às 19h30, em casa.

A principal dúvida segue no meio de campo, na lacuna deixada pela lesão de Tchê Tchê. Contra o Ituano, Eduardo escalou Jean no setor e colocou Fabiano na direita, opção que durou menos de dez minutos e que não poderá ser repetida contra o São Bernardo porque o lateral sofreu uma lesão na coxa e ficará fora por aproximadamente seis semanas. Escalar o marcador Thiago Santos e montar um 4-2-3-1, como no fim de semana, é uma alternativa improvável.

O mais provável é que o time comece no 4-1-4-1, com um outro armador ao lado de Guerra e dois pontas. No treino desta terça-feira, em que dividiu o elenco por posições, o técnico indicou que este outro armador pode ser Raphael Veiga ou Vitinho. Moisés, que será relacionado pela primeira vez em 2017 após fazer um trabalho físico especial, trabalhou no mesmo setor do venezuelano, mas também é uma opção para jogar ao lado dele.

O treino de terça também indicou que Dudu voltará a atuar pelo lado esquerdo, onde está habituado, e não na direita, onde foi testado contra o Ituano. Róger Guedes é o favorito para ser o ponta pela direita, mas Willian também treinou por ali. 

Se o Bigode for utilizado como ponta, abre-se uma vaga no comando do ataque, setor que ele ocupou nos dois jogos oficiais da temporada. Essa vaga pode sobrar para Lucas Barrios, que marcou dois gols e deu uma assistência na vitória por 3 a 1 sobre o Nacional no jogo-treino de segunda-feira. O paraguaio não foi relacionado para o duelo em Itu, segundo o clube, porque fez um complemento físico. Agora, está totalmente integrado ao grupo. Alecsandro seria uma outra alternativa para ter mais presença de área.

Uma outra mudança possível está na zaga. Yerry Mina deve ser relacionado pela primeira vez e ameaça o posto de Edu Dracena, titular em todos os jogos na ausência do colombiano, que demorou um pouco mais para ser integrado ao grupo para fazer um fortalecimento muscular.