LANCE!
29/06/2016
18:24
São Paulo (SP)

Fernando Prass, 37 anos, e Gabriel Jesus, 19, sentaram-se lado a lado na sala de imprensa da Academia de Futebol nesta quarta-feira. Apesar da larga diferença de idade e dos momentos distintos da carreira, os dois saborearam juntos a convocação para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

- Estamos em situações parecidas, mas na vida de cada um são bem diferentes. Estou com quase 38 anos, com alguns objetivos em comum aos do Gabriel, mas outros totalmente diferentes. Não posso falar por ele, mas todo jovem sonha em jogar em um grande clube daqui e fazer história lá fora. Eu, pelo contrário, tenho a ambição de me vincular muito ao Palmeiras, para que quando eu pare de jogar as pessoas falem do Fernando Prass, goleiro do Palmeiras. Eu tenho de futebol profissional o que ele tem de idade. São situações que parecem iguais, mas no modo de encarar são diferentes - analisou o camisa 1 do Verdão.

Rogério Micale, que comandará a Seleção Brasileira no Rio de Janeiro, citou a liderança de Fernando Prass, além de sua grande fase técnica, como decisiva para a convocação. É possível até que o goleiro, pela idade, assuma a braçadeira de capitão. Por outro lado, Jesus está mais habituado a conviver com os outros jovens que foram chamados e tem um recado para eles:

- Vou falar para respeitarem o Prass. É o jogador mais experiente, não gosto de falar mais velho, fica feio. É excelente profissional, merecedor de tudo. Fiquei muito feliz quando vi a convocação dele, gritei mais do que na minha, porque é um cara que trabalha firme. A primeira coisa que vou falar é para respeitar - sorriu o prodígio.

A dupla ainda poderá defender o Palmeiras contra Figueirense, Sport, Santos e Internacional. Depois, eles ficarão fora por até seis rodadas do Brasileirão, diante de Atlético-MG, Botafogo, Chapecoense, Vitória, Atlético-PR e Ponte Preta.


- O Cuca foi jogador, entende essa questão de seleção. Ele montou o grupo que ele queria e tem de ter confiança em todos os jogadores. Muitas vezes fomos criticados por ter o grupo muito grande, mas nesse momento pode ser o diferencial nesse momento de Olimpíada. Tem equipes que vão perder dois ou três jogadores. Aqui a gente tem total confiança em quem vai substituir - comentou Prass, que vê Jailson e Vagner brigando pela lacuna que será aberta por ele na meta palmeirense.

Neymar, Bolt, Federer...

Usain Bolt, Roger Federer e Neymar foram personagens na entrevista coletiva da dupla alviverde. Gabriel Jesus disse que o atleta que ele quer ver de perto na Olimpíada é o velocista jamaicano, enquanto Prass citou o tenista suíço. O craque brasileiro, usado pelo atacante do Palmeiras no videogame, agora trocará passes com ele.

- Só no videogame (risos). Não conheço o Neymar, nunca vi, vou conhecer lá. Tudo indica que a gente vai se dar bem, não só em campo, como fora também. É uma pessoa que deve ser bacana de trabalhar, tomara que a gente dê certo - disse Gabriel Jesus.