Treino do Palmeiras com Cuca

Cuca observou mais do que falou neste primeiro dia (Foto: Ari Ferreira/Lancepress!)

Fellipe Lucena
14/03/2016
17:34
São Paulo (SP)

Horas depois de assinar seu contrato com o Palmeiras, o técnico Cuca foi ao gramado para seu primeiro treino no novo clube. Quem comandou a atividade de forma efetiva foi o auxiliar Alberto Valentim, que pertence à comissão permanente do Verdão e dirigiu o time na vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo, no último domingo, no Pacaembu.

Cuca ficou à beira do gramado, na companhia de Cuquinha, seu irmão e auxiliar, observando a movimentação. Eudes Pedro, outro auxiliar que chegou com o treinador, ficou em outra extremidade do campo, também observando.

O dia foi marcado por muita conversa. Cuca foi a campo acompanhado do presidente Paulo Nobre, do diretor Alexandre Mattos, do gerente Cícero Souza e do vice Antonino Jesse Ribeiro, além de seus auxiliares e do preparador físico Omar Feitosa, outro recém-chegado.

Os jornalistas ficaram bem longe da reunião, mas foi possível perceber Mattos, Cuca e Omar gesticulando bastante com os atletas, em papo que durou cerca de 15 minutos. Na sequência, e depois de cumprimentar um por um, Cuca ainda ficou algum tempo conversando a sós com Alberto Valentim.


Os titulares da vitória no Choque-Rei estavam na reunião, mas depois foram para a parte interna do CT para trabalhos regenerativos. Cristaldo, cortado do clássico de última hora devido a dores musculares, fez tratamento. Fellype Gabriel e Luan, em recuperação de lesões, ficaram na sala de musculação.

No campo, Valentim comandou um trabalho em espaço reduzido, com dois times de nove atletas. Um deles tinha Vagner (Jailson), Taylor, Thiago Martins, Leandro Almeida, Jean, Victor Luis, Gabriel, Erik e Barrios. O outro era composto por Vinicius (Fernando Prass), Rodrigo, Nathan, Roger Carvalho, Egídio, Thiago Santos, Régis, Gabriel Jesus e Rafael Marques.

O lateral-direito João Pedro e o meia Cleiton Xavier, recém-recuperados de lesão, foram ao gramado, mas apenas para trabalhos físicos. João Pedro já até entrou em campo após torcer o tornozelo, entrando na vaga de Lucas no intervalo do clássico contra o São Paulo. Já Cleiton não atua desde agosto do ano passado e sofre com uma série de lesões nas panturrilhas.