Amaral: 32 jogos e 0 gol

Amaral jogará no Coritiba em 2016 (Foto: Arquivo L!)

Fellipe Lucena e Thiago Ferri
04/01/2016
14:31
São Paulo (SP)

Depois de contratar sete jogadores, o Palmeiras começou a definir saídas em seu elenco. Amaral, contratado no início de 2015, será emprestado ao Coritiba para a próxima temporada. Entre os clubes, a negociação está avançada, dependendo agora do acerto entre o Coxa e o jogador para que o acordo seja finalizado. Os atacantes Leandro e Vinicius, fora dos planos, são os outros que estão a caminho do Alto da Glória.

Aos 29 anos, Amaral foi o primeiro dos 25 reforços para 2015, e até começou o ano como titular, mas assim que Arouca e Gabriel tiveram condições, foram os donos do setor. O camisa 15 voltou a receber chances diante das lesões da dupla, só que Thiago Santos, contratado em agosto, tornou-se mais um rival, e Matheus Sales, do sub-20, entrou muito bem na reta final da temporada. Sem ter se destacado quando recebeu chances, ele seria uma das últimas opções do setor nesta próxima temporada. Ele tem contrato até o fim de 2017.

Além dos jogadores que já estavam na Academia de Futebol, o Verdão ainda contratou Rodrigo, do Goiás. Jean, volante do Fluminense, teve negociação arrastada e ficou próximo de um acordo, mas os cariocas dificultaram ao máximo a liberação e o acordo melou.  Ao todo, Amaral disputou 32 partidas com a camisa do Palmeiras e não marcou - ele chegou a fazer o gol que daria o título paulista ao Verdão na Vila Belmiro, mas estava impedido. 

Leandro, cedido ao Santos durante boa parte de 2015, e Vinicius, que jogou no Ceará e teve uma transferência frustrada para os Emirados Árabes, caso fechem também com o Coxa, vão reencontrar Gilson Kleina. Com o técnico, os dois realizaram uma boa Série B em 2013 no Palmeiras. Os contratos deles com o Verdão vencem em dezembro e setembro de 2017, respectivamente.

Na última temporada, Palmeiras e Coritiba já realizaram negócios - Robinho e Leandro Almeida deixaram o time paranaense rumo ao Verdão, e na época o clube paulista havia se comprometido a ceder jogadores. Apenas Mazinho foi para o Couto Pereira, mas foi dispensado logo após o Estadual.