Gabriel Jesus

Gabriel Jesus tem feito falta ao Palmeiras (Foto: Daniel Vorley/AGIF)

LANCE!
01/08/2016
07:35
São Paulo (SP)

O Palmeiras disputou nove pontos sem Gabriel Jesus neste Campeonato Brasileiro. Somou apenas um. Nos três jogos que fez sem o camisa 33, o melhor resultado que o time conseguiu foi o empate por 1 a 1 com o Santos, no Allianz Parque, em que ele cumpriu suspensão. Nas derrotas em sequência para Atlético-MG (1 a 0, em casa) e Botafogo (3 a 1, fora), o prodígio foi desfalque por estar com a Seleção Brasileira.

Cuca ainda não conseguiu encontrar a formação ideal sem o jovem, tanto que escolheu três atletas diferentes para substituí-lo no comando do ataque nessas partidas: Barrios, contra o Santos; Erik, contra o Atlético-MG; e Leandro Pereira, contra o Botafogo. Nenhum deles agradou na função.

- Queríamos um jogador com características próximas do Gabriel Jesus. O Leandro vem treinando muito bem, está procurando seu espaço. Fizemos boas partidas sem o Dudu. Hoje achamos melhor colocar o Cleiton fazendo o papel de 10, o Róger e o Erik pelas beiras e o Leandro Pereira com presença de área - explicou o auxiliar Alberto Valentim, que comandou o time contra o Botafogo devido à suspensão de Cuca, ao ser questionado sobre a opção por Leandro.

Antes da partida contra o Santos, o técnico chegou a ensaiar a equipe titular com Alecsandro na vaga de Jesus, mas preferiu não colocar esta opção em prática. O camisa 29 será julgado nesta segunda-feira e pode receber gancho severo por uso de doping, deixando de ser opção para o período de ausência de Gabriel, que pode ter mais quatro jogos do Brasileirão.


Antes mesmo de os resultados indicarem certa dependência do Palmeiras em relação a Gabriel Jesus, Cuca avisou à diretoria que gostaria da contratação de um atacante com características parecidas às do garoto. Indicou Nico López, que disputou a Libertadores pelo Nacional (URU), mas ele foi para o Internacional.
O Palmeiras volta a campo na quinta-feira, contra a Chapecoense, fora de casa.