Palmeiras x Vitória

Cuca gostou do desempenho do Palmeiras diante do Vitória (Foto: Ale Cabral/Lancepress!)

LANCE!
07/08/2016
18:41
São Paulo (SP)

O técnico Cuca aprovou o desempenho do Palmeiras no triunfo por 2 a 1 sobre o Vitória, neste domingo, no Allianz Parque. O resultado que colocou o time na liderança do Campeonato Brasileiro teve como um dos principais responsáveis o goleiro Jailson, que ganhou a vaga de Vagner e fez grandes defesas. Na coletiva após a partida, o comandante exaltou o desempenho do time, elogiou Jailson e fez questão de dar força a Vagner.

- A partida de hoje é complicada de se jogar. Você busca a tua auto-confiança novamente. Nosso time é jovem. Se você for buscar, não vai ver grandes lideranças no elenco. O que eu fiz hoje? Busquei mais uma liderança, é o Dudu, e ele foi. Preciso de outras que estão se formando, Moisés, Rafael, enfim... Isso é importante. Voltamos a ser aquele velho Palmeiras do começo do campeonato até o minuto em que tomou o gol, porque aí você entra em desconfiança e o adversário pega a confiança - disse o técnico, lembrando que deu a braçadeira de capitão a Dudu.

- É um jogo que você tem de ter também o goleiro que salve, e o Jailson foi muito bem. Ele tem 35 anos e é o primeiro jogo dele na Série A. Eu, na oração, fiz questão de oferecer a vitória para o Vagner, que é tão bom quanto o Jailson, mas não era o momento dele - acrescentou Cuca.


Ele explicou que sacou Vagner porque agiu mais com a razão do que com o coração. No início da semana passada, após uma atuação instável do camisa 25 diante do Botafogo, ele garantiu que não iria mudar o goleiro titular. O cenário mudou após a falha contra a Chapecoense.

- A gente, como comandante, tem de tomar decisões. Às vezes não agrada, mas se você for agir com o coração, no futebol, não anda. Tem de agir com a razão, e foi o que fizemos no caso do Vagner e do Jailson.

Para ser campeão do primeiro turno e receber o Troféu Osmar Santos, entregue pelo LANCE!, o Palmeiras precisa torcer para que o Corinthians não vença o Cruzeiro por três ou mais gols de diferença, nesta segunda, no Pacaembu.