CUCA - PALMEIRAS

Cuca tenta orientar o time durante o vexame desse domingo (FOTO: Cesar Greco/Palmeiras)

LANCE!
28/03/2016
08:00
São Paulo (SP)

Cuca classificou como um "erro enorme" a atitude da Mancha Alviverde, principal organizada do Palmeiras, que foi à Academia de Futebol no sábado para cobrar os jogadores - segundo o clube, forçando os portões para entrar. Mas o técnico também disse entender o lado dos torcedores e até se disse preparado para novos protestos após a derrota para o Água Santa.

- Se vier a acontecer está dentro do pacote. Você tomar 4 a 1 de um Água Santa, que está beirando a zona de rebaixamento... Não posso querer que alguém sorria para mim. É natural, a gente mexe com a emoção de milhões de pessoas. Quando a gente decepciona essas pessoas da maneira que a gente está decepcionando vai ter uma reação - disse o treinador.

Cuca revelou que foi um mediador da conversa entre os membros da Mancha e os jogadores, principalmente para proteger os jogadores mais jovens e pedir compreensão com eles.

- Temos um time muito jovem, com Erik, Allione, João Pedro... São meninos. A gente não pode jogar uma responsabilidade neles, como falei para a torcida no sábado. Querem jogar um peso nesses meninos maior do que eles já têm, brigando com eles vocês acham que vão resolver alguma situação? A gente tem que ser mediador dessas situações, para que a torcida entenda esse momento ruim. Ficar sem a torcida é pior, se ela se virar contra vai ser muito pior - acrescentou o comandante, que se convenceu da necessidade de reforços.

- Precisamos de ajustes. Eu vou ter uma conversa com o Alexandre (Mattos) e com o presidente em cima disso. Assumo toda a responsabilidade da derrota, o maior culpado sou eu, como fui quinta (derrota por 3 a 2 para o Red Bull). Só que eu também não gosto de perder - completou.