CUCA - PALMEIRAS

Cuca assiste ao jogo-treino desta sexta ao lado de Mattos e Cícero Souza (FOTO: Cesar Greco/Palmeiras)

LANCE!
25/03/2016
14:33
São Paulo (SP)

Cuca acumula três derrotas em três partidas à frente do Palmeiras, mas segue com a certeza de que seu trabalho dará resultado. O técnico avisa que precisará de tempo e, mesmo sem jogar a toalha no Paulistão e na Copa do Brasil, reforça que o time estará forte no Brasileirão.

- Ontem (quinta) falei que podemos ser campeões no Paulista, na Libertadores, mas meu trabalho vai aparecer com sequência de treinos, a longo prazo. Não é em dois anos, mas em dois, três meses. Nosso grande campeonato vai ser o Brasileiro, ali que eu vou ter uma equipe ideal, o esquema ideal, com algumas pontualidades e reforços - disse o comandante, que segue analisando o elenco para solicitar novas contratações à diretoria se necessário.

- Externamente é cedo (para falar em reforços), mas internamente, não. Tenho pensado. Não quero cometer injustiça, tenho dado oportunidade a quase todos, para depois tomar minhas medidas - acrescentou.

Cuca concedeu duas entrevistas coletivas em um intervalo de pouco mais de 12 horas: a primeira foi ainda no Pacaembu, logo depois da derrota por 2 a 1 para o Red Bull, na noite de quinta, e a outra na Academia de Futebol, depois do treino de reapresentação. Por que não um jogador para falar?

- Eles vão falar o quê? É um momento ruim, quem do nosso time que está em alta? A culpa é de quem comanda, é minha - resumiu.

- Dormi quatro horas e meia. Se você tem as coisas caminhando certinho, você dorme tranquilo, sem preocupação, mas não está acontecendo. Tem muito trabalho, os problemas vão surgindo. Tem que ter calma e equilíbrio para ir resolvendo pouco a pouco. O problema maior de tudo é a falta de tempo para trabalhar - completou.

O Palmeiras volta a campo no domingo, em Presidente Prudente, contra o Água Santa, às 16h.