LANCE!
16/07/2017
14:07
São Paulo (SP)

O Palmeiras ainda tem seis compromissos antes do jogo de volta contra o Barcelona de Guayaquil (ECU), pelas oitavas de final da Libertadores, mas a programação já está toda traçada e inclui um retiro de oito dias em Atibaia. Na ida, os equatorianos venceram por 1 a 0.

Após vencer o Vitória por 4 a 2 neste domingo, o elenco se reapresenta na Academia de Futebol na tarde de segunda. Na terça, inicia um período de dez dias longe de São Paulo: viaja para o Rio de Janeiro, onde enfrenta o Flamengo na quarta-feira, vai na sequência para Recife, onde encara o Sport no domingo, e depois para Belo Horizonte, onde faz o jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil contra o Cruzeiro, quarta que vem - houve empate por 3 a 3 na ida.

- Terça-feira vamos iniciar a viagem com o Flamengo, e vamos voltar só na outra quinta. Vamos estar juntos por 10 dias. É da nossa vida, vamos representar o clube da melhor forma, abrindo mão de tudo, principalmente da família. Aí se torna a família Palmeiras - disse Cuca.

Depois da maratona, volta para a capital, recebe o Avaí no sábado e parte para o período em Atibaia. Cuca já adiantou que a ideia é usar reservas nos dois jogos que antecedem o duelo com o Barcelona, diante de Botafogo, fora, e Atlético-PR, em casa.

- Nós temos que buscar equilíbrio, estar bem nos mata-matas e no Brasileiro, mas é indiscutível que vamos priorizar a Libertadores. Quando chegar mais próximo, eu pretendo sair, tirar oito dias em Atibaia, e de repente não usar o time titular contra Botafogo e Atlético-PR. Temos que fazer da Libertadores a principal competição e assumir isso - comentou o técnico.

- Parece absurdo, mas quem é do futebol entende o que vou falar. O time que joga, joga, joga, destreina. Precisa de tempo para treinar jogadas, dar condicionamento físico, descansar. Quando é domingo e quarta, você dá uma travada. Isso sem treinar, imagina se puser treinamento no meio. Podendo tirar o time por sete, oito dias, vou ter o time pronto, ter meus 11, 12. É natural que venha para a Libertadores muito mais encorpado. Pode não dar certo, mas a condição será muito mais favorável - concluiu Cuca.