JEsus

Gabriel Jesus sofreu com a marcação gremista nesta quinta-feira, em Porto Alegre (Foto: Cesar Greco)

LANCE!
29/09/2016
10:30

Embora tenha passado em branco no Sul, Gabriel Jesus sofreu pênalti que terminou em gol do Palmeiras diante do Grêmio, na Arena. E justamente o excesso de faltas e pontapés sofridos pelo atacante dentro de campo foram motivo de análise para o técnico Cuca e de reclamação para o garoto. O treinador quer que o camisa 33 se adapte à maração, mas admite ajudá-lo a encontrar seu espaço.

- O Gabriel é muito marcado, aqui e no outro jogo foi muito marcado e duro. Com lealdade, mas duro. Ele tem de se adaptar, porque é um grande nome, as pessoas vão fazer marcação firme nele. Cabe a nós achar espaço para ele. Tentei na frente, no meio, tirei o (Róger) Guedes e passei ele pela direita. Daqui a pouco quero testar ele como segundo atacante para ter um parceiro do lado dele - analisou Cuca, e completou:

- Ele muito bem marcado como foi, acabou protagonista no lance do pênalti, fosse um ano atrás o goleiro seria expulso, ele acabou tomando o amarelo.

Gabriel Jesus se incomodou com as sofridas na partida desta quarta-feira, em Porto Alegre. O atacante encontrou muita dificuldade para escapar da marcação e, por isso, se irritou. No lance do pênalti, conseguiu fazer o corte em Marcelo Grohe e viu o goleiro tocar suas pernas. Sem titubear, caiu e o juiz marcou a falta dentro da área.

- O que eu não gosto é de maldade. Não falando que alguém do Grêmio foi maldoso, mas outros já fizeram isso comigo. Eu quero ajudar minha equipe e o cara fica ali, marcando, eu acabo saindo de mim, mas, normal, estou melhorando nisso. É complicado. Os caras são muito agressivos - disse o camisa 33.