Cuca no treino do Palmeiras (Cesar Greco)

Cuca presta bastante atenção no desempenho dos jogadores em pênaltis (Foto: Cesar Greco)

LANCE!
23/04/2016
10:30
São Paulo (SP)

Além de ensaiar uma possível escalação, Cuca usou o treino de sexta-feira para trabalhar cobranças de pênalti. Os jogadores que treinaram como titulares, exceto Egídio, repetiram diversas finalizações. O técnico sabe que, em caso de empate com o Santos na Vila Belmiro, a disputa será na marca da cal.

– Não é fácil bater pênalti. O caminho do meio de campo até o gol parece que não chega nunca, você vai pensando em 1.500 coisas. Bati uma vez num Gre-Nal e o goleiro falou: “Eu sei onde você vai bater”. Eu respondi: “Você não sabe, nem eu sei (risos)”. Eu bati, ele espalmou para cima e a bola entrou – contou.

O episódio narrado pelo técnico foi na final do Campeonato Gaúcho de 1989. Ele encerrou a decisão por pênaltis com esse gol, que garantiu o título ao Grêmio. Para o jogo deste domingo, diz que ainda não sabe quem serão os cinco batedores preferenciais.

– O Eudes (Pedro, auxiliar do técnico) anota todos os pênaltis que os meninos batem, não só hoje. Já tem uma lista, se acontecer. Vou olhar ainda, porque vamos tentar passar no tempo normal – acrescentou.