Cuca e Moisés - Palmeiras x Fluminense

A jogada de lateral com Moisés foi uma das marcas do campeão Palmeiras (Foto: Cesar Greco/Fotoarena)

Olga Bagatini e Thiago Ferri
12/12/2016
14:22
São Paulo (SP)

Eleito o melhor técnico do Campeonato Brasileiro pela Bola de Prata, Cuca recebeu o prêmio "sem modéstia". Ao discursar no palco do evento organizado pelos canais ESPN, o treinador do Palmeiras citou os feitos do seu time respondendo ao termo "Cucabol", criado quando o estilo de jogo do campeão vinha sendo questionado por teoricamente depender de bolas paradas e cobranças de lateral para dentro da área.

- O Cucabol é daqui, né? (da ESPN) Agora eu vou deixar um pouco a modéstia de lado. O Cucabol teve jogadores convocados (Fernando Prass, Mina, Gabriel Jesus, Barrios), o melhor ataque, a melhor defesa, não teve jogadores expulsos e foi campeão com 80 pontos - respondeu o treinador, antes de procurar por Moisés na platéia.

Eleito um dos melhores meias na Bola de Prata, o camisa 28 levantou de seu assento e ouviu o pedido do técnico que lhe jogasse um lateral para o palco. Sorridente, Moisés fez um arremesso imaginário.

- Mais fraco, né, Moisés (risos) - respondeu o comandante palmeirense, antes de receber a Prancheta de Prata, prêmio entregue ao melhor treinador.

Em nove meses no Verdão, Cuca conquistou 30 vitórias, teve 11 empates e 12 derrotas. Ganhou o título brasileiro e agora se despede para cuidar nos primeiros meses de 2017 da sua família. A campanha campeã é marcante.

Além dos feitos citados por Cuca, o Palmeiras liderou 29 das 38 rodadas (só o Cruzeiro em 2014 ficou mais rodadas na frente, em 33), igualou o recorde de vitórias de Corinthians e Cruzeiro (24), e fez o melhor turno da história dos pontos corridos com 20 clubes - 44 pontos. Ao todo, os 80 pontos dão a segunda melhor campanha desde 2006, atrás apenas do Corinthians de 2015 que fez 81 pontos.

O treinador deve ser substituído por Eduardo Baptista, comandante da Ponte Preta em boa parte do Brasileiro.