Libertadores Palmeiras x River Plate-Uru (foto:Eduardo Viana/LANCE!Press)

Cuca fez o Verdão evoluir e está invicto há cinco partidas (foto: Eduardo Viana/LANCE!Press)

LANCE!
15/04/2016
01:01
São Paulo (SP)

O presidente Paulo Nobre assumiu a culpa pela eliminação precoce do Palmeiras na Libertadores. Os jogadores fizeram o mesmo. E o técnico Cuca, mesmo chegando depois, também.

- Para mim fica uma decepção muito grande porque eu podia ter feito melhor, a gente podia ter vencido o Rosario, me dói até agora (empate por 3 a 3 na Argentina). A gente preparou bem o time, fizemos três gols lá. Vai ser raro ver aquele time tomar três na Libertadores. Vacilamos em alguma coisinha e não ganhamos. Pego a culpa para mim nessa eliminação, eu podia ter feito melhor - disse o comandante, que tem só um mês e nove jogos no clube.

Cuca começou seu trabalho com quatro derrotas seguidas, mas agora já acumula cinco partidas sem derrota, com quatro vitórias e um empate. Com a Libertadores fora do calendário, resta focar primeiro no Campeonato Paulista, cujo jogo único das quartas de final será segunda-feira, contra o São Bernardo, em casa, depois no Brasileirão, a menina dos olhos do treinador.

- A gente queria depender dessa vitória para sair contente, mas tudo o que Deus faz é bom. Se a gente não entende hoje porque a gente saiu, a gente pode entender amanhã. Dentro do mal que é estar eliminado, agora vou ter um tempo maior para trabalhar para o Paulista, desde que a gente vença o São Bernardo. Como a gente faz isso? Treinando amanhã, sábado e domingo - disse Cuca.

- Vamos lutar pelo título brasileiro, paulista, da Copa do Brasil. Mas o campeonato que premia o time ao longo de seis, sete meses é o grande objetivo, meu em particular. Não que os outros não sejam. Nós estamos em fase final de análise de elenco, temos um elenco grande e ainda temos alguma necessidade pequena - concluiu.