Thiago Ferri
13/10/2016
10:50
São Paulo (SP)

As últimas visitas do Palmeiras a Araraquara não foram nos melhores momentos. Depois de mandar jogos na cidade em 2012 e 2014, anos em que lutou para não cair, o Verdão agora retorna à Fonte Luminosa brigando pelo título brasileiro e em nova fase. O que se mantém é o carinho da torcida.

Desde a chegada ao interior, na manhã de quarta, a delegação vem recebendo diversas demonstrações de apoio, nas filas no hotel por fotos e autógrafos, e no público empolgado para assistir ao rachão no estádio. O palco do jogo, inclusive, aparenta ter melhores condições do  que o campo do último jogo, contra o América-MG, em Londrina. Ainda assim, não é o ideal.

- O gramado é um pouco irregular, mas é bom. O clima é um pouco seco, quente, abafado no interior de São Paulo, mas não chega perto de Londrina. A gente não pode querer criar nenhum ponto negativo para atrapalhar o que temos em mente. É entrar em campo, buscar o melhor, independentemente do campo estar irregular - resumiu Rafael Marques, que nasceu e foi criado em Araraquara (SP).

A cidade receberá pela segunda vez um Palmeiras e Cruzeiro. O primeiro foi em 2012, ano em que o Verdão acabou rebaixado. A vitória foi alviverde (2 a 0, com dois gols de Barcos) e ficou marcada pelo sal grosso que o então assessor de imprensa do clube jogou nas traves da Fonte Luminosa tentando espantar a má fase.

Naquele ano, o Palmeiras fez mais dois jogos em Araraquara: derrota para o Coritiba (1 a 0) e empate com o Botafogo (2 a 2). Em 2014, quando também flertou com a queda até a última rodada, o Verdão mandou um jogo na Fonte Luminosa: vitória por 1 a 0 em cima do Figueirense.

Ao todo, o time já fez 51 jogos na Fonte Luminosa e o retrospecto é bom: 23 vitórias do Verdão, 17 empates e 11 derrotas. Para esta quinta, todos os ingressos estão esgotados - a expectativa é de que 15 mil pessoas assistam ao duelo entre Verdão e Cruzeiro. A partida começa às 19h30.