Leandro Almeida - Palmeiras (FOTO: Cesar Greco/Palmeiras)

Leandro Almeida está entre os atletas que deixarão o clube em breve (FOTO: Cesar Greco/Palmeiras)

Fellipe Lucena e Thiago Ferri
16/04/2016
10:00
São Paulo (SP)

O Palmeiras tem 37 jogadores em seu elenco, número já considerado alto por Cuca, e ainda está em busca de contratações pontuais para o segundo semestre. Será necessário enxugar o elenco, e o clube já procura novos ares para atletas como o zagueiro Leandro Almeida e o meia Fellype Gabriel, que não serão utilizados pela atual comissão técnica. O mesmo vale para os garotos Taylor e Nathan.

Leandro Almeida não joga desde fevereiro, quando falhou feio no empate por 2 a 2 com o São Bento. Ele não estava inscrito na Copa Libertadores e foi cortado da lista do Paulistão para os mata-matas. Por isso, mesmo que não tenha nenhuma lesão no joelho esquerdo, torcido em um treino na semana passada, o jogador tem sido poupado das atividades no gramado. É desnecessário submetê-lo ao risco de lesão enquanto a diretoria conversa com outras equipes para emprestá-lo.

O destino mais provável é o Criciúma, que deseja receber cinco jogadores por empréstimo como compensação pela ida de Róger Guedes ao Palestra Itália. O nome do defensor agrada ao técnico Roberto Cavalo. Resta acertar como será dividido o salário dele, cujo contrato vai até dezembro de 2019.

Fellype Gabriel, por sua vez, tem sofrido com problemas físicos desde que foi contratado, há quase um ano. Ele chegou ao clube em recuperação de uma lesão no joelho esquerdo e disputou só alguns minutos de uma partida contra o Vasco. Dias depois, sofreu uma entorse no tornozelo. Recentemente, teve de passar por uma artroscopia no joelho. Diante dessa dificuldade para ficar apto, o atleta contratado a pedido de Oswaldo de Oliveira não está mais nos planos. O Criciúma também é uma opção. O contrato termina em maio de 2017.

Outros dois que estão no radar do Tigre - e de outros clubes - são o lateral-direito Taylor (também interessa ao América-MG) e o zagueiro Nathan, jovens revelados pelas categorias de base. Ambos já sabem que não terão espaço e procuram possibilidades para o segundo semestre. Nenhum deles jogou em 2016.

O meia Régis, que chegou por empréstimo do Sport no início do ano e não tem jogado, recebe sondagens com frequência, mas o Palmeiras ainda analisa se vai emprestá-lo ou mantê-lo. O mesmo se aplica ao atacante Luan, que acaba de se recuperar de uma séria lesão no tendão de Aquiles e tem treinado com o grupo.