Palmeiras x Cruzeiro (Foto: Mauro Horita/Lancepress!)

Arouca em ação durante o jogo deste sábado (Foto: Mauro Horita/Lancepress!)

LANCE!
22/11/2015
08:00
São Paulo (SP)

A dificuldade do jogo contra o Cruzeiro, neste sábado, no Allianz Parque, fez com que Marcelo Oliveira descumprisse o que estava combinado com o restante da comissão técnica: Arouca, que deveria jogar 45 minutos ou um pouco mais, acabou ficando em campo até o fim do empate por 1 a 1. Recém-recuperado de lesão, ele receberá atenção especial para poder atuar tranquilamente na decisão da Copa do Brasil, quarta, contra o Santos.

- Pela recuperação do Arouca, a previsão era para que jogasse meio tempo ou um pouco mais. Na nossa cabeça era isso, para ir ganhando o ritmo necessário para participar na quarta-feira. Mas pelas circunstâncias do jogo, você começa a querer que ele participe um pouco mais, pela qualidade. Eu até ia tirá-lo, mas o consultei, e ele falou que estava bem - explicou o comandante.

Marcelo pensou em colocar Dudu na vaga de Arouca, mas mudou de ideia após consultar o camisa 5 e resolveu tirar Mouche. Só que essa substituição, que seria a terceira, também não foi feita: Nathan sentiu câimbra, pediu para ficar em campo, mas acabou dando lugar a Vitor Hugo aos 26 minutos da etapa final.

- Graças a Deus, me senti bem. Estou sentindo o cansaço normal do jogo. Agora é recuperar, pés para o alto, porque é decisão, teremos um jogo difícil lá na Vila, mas vamos em busca de fazer história no Palmeiras - disse Arouca.

O volante sofreu um descolamento muscular na região posterior do joelho direito (o músculo se soltou do osso) durante a derrota por 5 a 1 para a Chapecoense. Ele ficou fora por sete jogos e voltou na quarta-feira, entrando no segundo tempo do empate por 3 a 3 com o Atlético-PR.