Audax x Palmeiras

Alecsandro foi titular na derrota palmeirense por 2 a 1 diante do Audax (Foto: Eduardo Viana/Lancepress!)

LANCE!
21/03/2016
09:15
São Paulo (SP)

Titular do Palmeiras na revés para o Audax, neste domingo, pelo Campeonato Paulista, Alecsandro cobrou o elenco por uma reação na temporada e fez questão de eximir o técnico Cuca de culpa pelas duas derrotas na sequência - a primeira no comando do Alviverde foi contra o Nacional, do Uruguai, pela Copa Libertadores. Para o centroavante, é preciso ter humildade e reconhecer o momento ruim no ano. 

- Não deu tempo ainda, o Cuca conseguiu fazer dois treinos com a equipe que entrou jogando, é muito novo ainda, é lógico que, graças ao nosso calendário no Brasil, vamos jogar mais de sete jogos no mês, não há tempo para treinar, então vamos ter que arrumar a casa da melhor maneira possível e se não der para treinar, vai na conversa mesmo - disse, para logo completar: 

- Se os jogadores não estiverem chateados, gera uma preocupação. A chateação tem que existir e é válida pelo momento que o Palmeiras vive. Todos nós sabemos que temos elenco e bons jogadores para fazer jogos bons, jogar bem, desde o goleiro até o pessoal que está no banco de reservas. Hoje o Palmeiras passa por uma dificuldade de não ver um jogador se destacar individualmente. Temos que fazer o coletivo funcionar e com certeza pela qualidade do elenco o individual aparecer.

Alecsandro citou que o momento do time se compara à parte baixa de uma Roda-Gigante e que duas ou três vitórias no Campeonato Paulista aliadas a um bom resultado no próximo compromisso da Libertadores farão com que o Verdão volte a ocupar as cadeiras mais altas do brinquedo. 

- Já se trocou um treinador, já são duas derrotas, momento de nós jogadores com mais experiência chamarmos a responsabilidade e, lógico, junto com o treinador, treinar essa semana. Já vivi várias situações no futebol, sei que uma hora é em cima, outra embaixo. Temos que ter a humildade de saber que estamos jogando mal, individualmente ao coletivo, desde a comissão técnica aos jogadores, somos os principais responsáveis. Sei que podemos voltar à parte de cima da Roda-Gigante - agregou. 

O Palmeiras volta a campo na próxima quinta-feira, para encarar o Red Bull Brasil, no Pacaembu, pela 11ª rodada do Campeonato Paulista. Pela Libertadores, o compromisso decisivo contra o Rosario Central está marcado apenas para o dia 6 de abril, na Argentina.