LANCE!
27/01/2016
10:30
São Paulo (SP)

Depois de várias discussões durante a temporada passada, Fernando Prass e Ricardo Oliveira tiveram um encontro inusitado durante as férias. Os dois se viram na fila de uma agência bancária e tiveram uma conversa amistosa, segundo o relato do camisa 1 palmeirense.

- Antes de me reapresentar, eu estava no banco com minha filha e o Ricardo estava na fila também. Conversamos normalmente. Não sou amigo do Ricardo, não conheço ele, mas respeito é normal - disse Prass, em entrevista ao SporTV, na segunda-feira passada.

- Conversei com ele. O caixa do banco é palmeirense, vou sempre com ele lá e notei que estávamos conversando e ele olhou (o goleiro arregalou os olhos)... Aí me viu saindo para o lado do Ricardo e ele deve ter (dá um suspiro de preocupação novamente imitando o atendente), mas foi tranquilo - completou.

O primeiro embate entre Prass e Ricardo Oliveira aconteceu no primeiro turno do Brasileiro. Durante a vitória alviverde por 1 a 0 no Allianz Parque, o goleiro reclamou de um soco e na saída do gramado, enquanto o atacante dava entrevista, os dois se chocaram.

No segundo turno, o atacante comemorou seu gol com uma careta, que gerou resposta no título da Copa do Brasil. Todos os jogadores, incluindo Paulo Nobre, posaram para fotos com a taça repetindo Ricardo Oliveira. 

- Não adianta, em qualquer profissão, quando tem disputa, cada um tem sua maneira de jogar. O Ricardo é um cara que conhecidamente gosta de conversar, gosta de tentar destabilizar, ele conversa muito com o juiz, vai na catimba, e no jogo quente como estava as discussões acabam acontecendo. Mas o importante é que ficou dentro de campo - completou.