Paulo Nobre - Palmeiras

Paulo Nobre planeja uma nova homenagem à Chapecoense (Foto: Ale Cabral/AGIF)

LANCE!
06/12/2016
22:37
São Paulo (SP)

O Palmeiras desistiu da ideia de jogar com a camisa da Chapecoense no domingo, contra o Vitória, pela última rodada do Brasileiro. A CBF aconselhou o clube a buscar outra homenagem à delegação catarinense, para evitar que outros times tentem uma manobra nos tribunais para anular a partida.

- Pedimos a autorização, mas a CBF recomendou que não usássemos. Isto é para ninguém poder eventualmente, em um futuro próximo, dizer que a rodada não foi válida, que os pontos não podem ser reconhecidos porque não se pode jogar com a camisa de outra agremiação - justificou o dirigente, durante a gravação do Troféu Mesa Redonda, da TV Gazeta.

A Adidas, Crefisa e FAM, patrocinadoras do Verdão, já haviam autorizado o clube a fazer esta homenagem. A intenção do Palmeiras era jogar com a camisa verde da Chape, sem patrocínios, enquanto o Vitória usaria o uniforme branco. Com a posição da CBF, o clube agora deve fazer a homenagem durante o Hino Nacional.

- O Palmeiras provavelmente entrará em campo com a camisa da Chapecoense para cantar o hino e depois jogará com seu próprio uniforme, no qual constará algum tipo de homenagem a essa grande agremiação que é a Chapecoense - acrescentou.

A decisão pela homenagem se dá depois do acidente aéreo com a delegação da Chape na terça-feira passada que matou 71 pessoas, entre jogadores, comissão técnica, diretoria, jornalistas e tripulação - apenas seis sobreviveram. Nobre tinha relação próxima com Sandro Pallaoro, presidente do time de Chapecó, que também morreu na queda da aeronave.