Palmeiras x Atlético-PR

Victor Ramos, titular naquele jogo, nem foi relacionado desta vez (Foto: Divulgação / SE Palmeiras)

Fellipe Lucena e Thiago Ferri
18/11/2015
08:00
São Paulo (SP)

Já se passaram 107 dias desde que o Atlético-PR venceu por 1 a 0 no Allianz Parque, com gol de Walter, e encerrou uma série de oito partidas sem derrotas do Palmeiras. Na época, o início da passagem de Marcelo Oliveira fazia a torcida sonhar com título do Brasileirão.

O reencontro com o Furacão será nesta quarta-feira, às 21h, na Arena da Baixada. O Verdão, que iniciou aquela rodada no G4, agora está no décimo lugar e ainda tentando recuperar o embalo de outrora – daqui uma semana, começa a disputa pelo título da Copa do Brasil, contra o Santos, na Vila Belmiro.

Um turno depois, a maior diferença estará no meio de campo. Gabriel lesionou o joelho esquerdo justamente naquele jogo contra o Atlético-PR, ainda no primeiro tempo, e só voltará a jogar no próximo ano.

Sem o seu “pitbull”, o Palmeiras já fez 24 jogos após aquele tropeço contra os paranaenses. Foram mais derrotas do que vitórias (11 a 10), além de três empates. São 40 gols marcados e 41 sofridos, média de 1,7 por jogo. Muito para um time que, naquela sequência de oito partidas, foi vazado somente três vezes.

Arouca, que fazia dupla afiada com Gabriel, já sofreu duas lesões desde então. Nesta quarta, ficará no banco pela primeira vez após se recuperar de um problema na região posterior do joelho direito que o tirou de combate por mais de um mês. A proteção à zaga ficará a cargo de Amaral e do jovem Matheus Sales, que na época ainda fazia parte da equipe sub-20.

Sem Vitor Hugo, que se recuperava de fratura na face, a zaga do Palmeiras teve Victor Ramos e Leandro Almeida no duelo do primeiro turno. Hoje vivendo seus últimos dias de clube, o primeiro não foi nem relacionado. Já Leandro Almeida só tem jogado na equipe reserva.

Leandro Pereira, centroavante titular há três meses e meio, foi vendido ao Brugge (BEL) dias depois. Barrios, atual dono da posição, está com a seleção paraguaia e hoje dará lugar a Cristaldo.

Já admitindo que ir ao G4 é difícil, o Verdão encerrou nesta terça-feira um período de retiro em Atibaia com a cabeça na Copa do Brasil e disposto a retomar aquele antigo embalo contra quem o interrompeu.

O QUE MUDOU?

1º turno -
 Marcelo Oliveira escalou Prass, Lucas, Victor Ramos, Leandro Almeida e Egídio; Gabriel e Arouca; Rafael Marques, Robinho e Dudu; Leandro Pereira. Andrei Girotto, Kelvin e Barrios entraram durante o jogo.

2º turno - 
A dupla de zaga terá Jackson e Vitor Hugo, Zé Roberto será o lateral-esquerdo, Amaral e Matheus Sales serão os volantes e Cristaldo comandará o ataque. Victor Ramos e Girotto nem foram relacionados. Leandro Pereira saiu.