LANCE!
08/01/2017
11:19
São Paulo (SP)

O Palmeiras, enfim, confirmou na manhã deste domingo a contratação de Felipe Melo. O volante de 33 anos de idade acertou por três temporadas, e é o sexto reforço do Palmeiras para a temporada de 2017. Antes dele, Raphael Veiga, Hyoran, Michel Bastos, Guerra e Keno haviam sido anunciados.

- Eu fiquei realmente impressionado com o carinho da torcida. Antes mesmo de assinar, eles fizeram me sentir palmeirense. Isso faz toda a diferença - disse Felipe Melo, ao site do Palmeiras.

As bases do acordo já haviam sido adiantadas em dezembro, como o LANCE! revelou com exclusividade antes do Natal. Felipe chegou a São Paulo na terça-feira, após conseguir a liberação da Inter (ITA), e o anúncio levou um pouco mais de tempo porque dependia da chegada da assinatura da Inter de Milão. Embora o contrato seja de até o fim de 2019, os primeiros seis meses serão de empréstimo, uma manobra para facilitar nos gastos de rescisão entre jogador e o clube italiano. Felipe fez exames quarta, conheceu a Academia de Futebol e deu indícios do acordo na internet. Neste domingo, ele e o clube voltaram a trocar emojis na rede social.


- Estou realizando um sonho de voltar ao Brasil e com uma idade que me permite correr e fazer o que eu mais amo sem maiores problemas. Estou muito honrado, e agradeço a Deus por essa oportunidade, de voltar e jogar em um clube de tamanha grandeza que é o Palmeiras. É uma honra muito grande estar vestindo essa camisa - completou. 

A princípio, a intenção de Felipe não era retornar ao Brasil imediatamente, mas a forma como o Palmeiras o abordou e a rapidez nas conversas acabaram convencendo o meio-campista. O alto salário recebido na Itália a princípio era o maior empecilho, só que o Verdão fez uma engenharia (R$ 350 mil fixos, acrescentando bônus por produtividade e luvas), que conseguiu convencer o ex-atleta da Seleção Brasileira, titular na Copa do Mundo de 2010. 

- Eu ganhei alguns títulos importantes no Brasil, joguei Libertadores com o Flamengo e com o Cruzeiro. No Flamengo, com 18 anos, fui titular, mas no Cruzeiro não. Hoje eu chego para disputar essa competição com um clube como o Palmeiras, que vai tentar vencer, e como um jogador importante. Todo clube que passei eu deixei minha marca por nunca deixar de disputar todas as bolas. Essa é a minha força, essa é a minha marca. Eu chego para ser mais um no Palmeiras, para ajudar e para ser ajudado - completou.