Thiago Ferri
09/06/2016
13:09
São Paulo (SP)

Artilheiro do Palmeiras no ano com 13 gols, Gabriel Jesus é figura recorrente no noticiário europeu. Em boa fase, o atacante de 19 anos é seguidamente colocado como desejo de grandes equipes do Velho Continente - as últimas listadas são Inter (ITA), Chelsea (ING) e Real Madrid (ESP). Mas de acordo com Cristiano Simões, empresário do atleta, os únicos clubes que já o sondaram foram a Juventus (ITA) e o Bayern de Munique (ALE). Nenhuma proposta oficial, contudo, foi feita até o momento.

- Com o Bayern eu falei com um membro do scout deles. Da Juventus eu também tive uma conversa antes, mas é só sondagem. Eles vêm buscar informações de contrato, quanto é a multa, como ele é fora de campo... mas foi só isso até agora - disse Simões, ao LANCE!.

O Palmeiras, por sua vez, mantém a postura de só liberá-lo pelo valor da multa (40 milhões de euros ou R$ 153 milhões), mesmo tendo somente 30% dos direitos econômicos do atleta. O próprio Gabriel Jesus é dono de 15%, enquanto Cristiano Simões tem 32,5% e os demais 22,5% pertencem a Fábio Caran, ex-agente dele. 

Porém, Manchester United, Barcelona, Real Madrid, Bayern de Munique e Paris Saint-Germain têm um "desconto" se quiserem contratar o atacante: para eles, a multa é de 24 milhões de euros (R$ 91 milhões). Trata-se de uma cláusula do contrato do jogador, que selecionou estes cinco clubes como prioridade para se transferir após a Olimpíada, em agosto. 

Diante do conhecido assédio que o garoto vem recebendo, seu agente diz que o estafe analisa "projetos" dos interessados para garantir que Jesus faça a escolha certa. Até por isso, a possibilidade de ser seduzido pelos milhões de mercados periféricos, como da China, não faz parte dos planos.

- Não é só o financeiro. Estamos analisando projetos, as cidades, a língua, pensamos nisso tudo antes para estarmos preparados. Não adianta chegar um clube falar que vai comprar para emprestá-lo ou não usá-lo naquele ano, ou pagar uma fortuna e ser uma equipe de pouca expressão - contou.

- Além disso, vai depender de satisfazer o interesse do Palmeiras e do atleta. Ele (Gabriel) está tranquilo, a gente foca no concreto, que é o Brasileiro. Não falamos com ele sobre especulação, quando tiver algo concreto, vamos conversar - completou.