Mundial

Kashima venceu a segunda partida no Mundial (Foto: Reprodução / Twitter Fifa)

LANCE!
11/12/2016
10:25
Osaka (JAP)

Na festa em sua casa, o Kashima Antlers foi um anfitrião indigesto. Neste domingo, o campeão japonês venceu o Mamelodi Sundowns, por 2 a 0, pelas quartas de final do Mundial de Clubes. O gols foram marcados por Endo e Kanazaki, no Suita City Stadium.

Com o triunfo, o Kashima avança para enfrentar o Atlético Nacional, em duelo marcado para esta quarta-feira, no Estádio Internacional de Yokohama.

Com direito a um minuto de silêncio em homenagem ao trágico acidente evolvendo a Chepecoense, o confronto foi marcado por dois tempos distintos e baixo níveis técnico e físico.

A primeira etapa teve um amplo domínio do Sundowns, que é apelidado de apelidado de "Brazilians" devido a admiração aos brasileiros e o amarelo do uniforme. O campeão africano, contudo, parou no goleiro Sogahata. 

Após o intervalo, o panorama mudou bastante, para a felicidade dos torcedores locais. Os japoneses, que viram uma partida segura do zagueiro brasileiro Ricardo Nascimento, ex-Palmeiras, foram mais incisivos e logo abriram o placar. 

Com um chute fraco, Endo ainda contou com a falha do goleiro rival para balançar a rede. Em seguida, até pela falta de combatividade dos africanos, o ex-time de Zico seguiu forte em busca do segundo. E ele veio dos pés de Kanazaki, destaque da equipe, mas que veio do banco: 2 a 0 e histórica vaga comemorada. 

MEXICANOS CONFIRMAM FAVORITISMO

Antes da classificação do Kashima Antlers, o América do México encontrou dificuldades diante do Jeonbuk Motors, mas garantiu a vaga na próxima fase, onde irá encarar o poderoso Real Madrid, na quinta-feira, no Estádio Internacional de Yokohama.

Pelas quartas de final, os mexicanos saíram atrás do marcador, após um gol marcado por Bo-Kyung, mas reagiram na segunda etapa. Silvio Romero foi o autor dos dois tentos (assista abaixo). 

Agora, o América terá que se superar caso queira fazer história e ir pela primeira vez à final, nesta que é a sua terceira participação na competição. Em 2006, o sonho foi interrompido por uma goleada do Barcelona (4 a 0).