Romain Febvre sofreu acidente nos treinos

Romain Febvre sofreu acidente nos treinos / Divulgação

Gabriel Ibrahim
21/06/2016
22:38
Brasil

O gate baixou para os pilotos na 11ª etapa do Campeonato Mundial de Motocross que aconteceu nesse fim de semana no circuito de Matterley Basin, Inglaterra. E o campeão da vez foi Tim Gajser que continua na liderança com vitória dupla nas baterias do GP da Grã-Bretanha.

Romain Febvre esteve fora da pista dessa vez devido a uma lesão após se acidentar durante os treinos qualificatórios no sábado. Por orientação médica ele deve ficar afastado inclusive da próxima competição em Mantova na Itália. Veja o vídeo do momento do acidente:

“Estou desapontado por estar fora tão cedo, mas a batida foi séria e entendo que é a melhor decisão para meu bem-estar. Tive um ferimento na cabeça então é extremamente importante descansar e não tomar atitudes que possam causar outro acidente. Vou voltar para casa e esperar mais alguns resultados de exames que vão determinar quando eu posso voltar a treinar e competir”, revelou o piloto francês.

O afastamento de Febvre fez com que Gajser que abrisse ainda mais vantagem na classificação geral do Campeonato com 74 pontos à frente. Febvre, por sua vez, está agora com apenas 3 pontos de vantagem sobre Cairoli. Há grandes chances do italiano assumir a segunda posição, com a ausência de Febvre na próxima etapa.

Cairoli começou bem a etapa da Inglaterra com o segundo lugar na primeira bateria, mas devido alguns erros no percurso acabou em décimo na segunda prova. Isso o deixou fora do pódio dessa vez já que acabou em sexto com a soma das baterias.

O alemão Max Nagl é quem comemorou. Ele chegou em sétimo na primeira disputa, mas se recuperou com a segunda colocação na última bateria. O piloto então subiu ao pódio com o segundo lugar na soma das provas. Na classificação geral do Campeonato Nagl está em quarto seguido do russo Evgeny Bobryshev.

Na MX2 o coração do público acelerou com o resultado nada animador de Jeffrey Herlings no treino qualificatório. Quinto lugar é de longe o pior do piloto nessa temporada. Mas “A Bala”, como Herlings está sendo conhecido, fez jus às seu nome e a sequência vitoriosa que tem obtido no Campeonato. Primeiro lugar nas duas baterias para o holandês.