LANCE!
02/04/2016
07:15
São Paulo (SP)

A temporada brasileira tem apenas três meses completos e cinco clubes da Série A já trocaram de treinador. No ano passado, apenas Tite, campeão com o Corinthians, terminou o torneio no mesmo clube que começou. No Timão há 16 meses, Tite consegue alcançou o número médio da Ligue 1, o Campeonato Francês, maior entre as cinco maiores ligas europeias (Alemanha, Espanha, França, Inglaterra e Itália). No entanto, ele fica muito longe do recordista Arsene Wenger, no Arsenal desde outubro de 1996.

O francês está no clube há 233 meses, quase 20 anos, e especula-se na imprensa que seu tempo nos Gunners está se esgotando. O segundo treinador há mais tempo em uma das cinco grandes ligas é Cristophe Galtier, do Saint-Étienne (75 meses), seguido por Jocelyn Gourvennec, do Guingamp (70 meses).

Na Espanha, o clube que mantém o técnico há mais tempo é o Atlético de Madrid, com Diego Simeone no comando desde dezembro de 2011, 51 meses. Barcelona e Real Madrid nem figuram entre os cinco primeiros. Na Serie A, da Itália, Giampiero Ventura comanda o Torino há 57 meses, desde junho de 2011. Fechando os principais torneios, Markus Weinzierl está no Augsburg, da Alemanha, há 45 meses, desde junho de 2012.

A média dos técnicos nos clubes das cinco grandes ligas é de um ano no cargo, sendo o Camponato Italiano o mais impaciente com os comandantes. Por lá, os treinadores costumam ficar nove meses.