LANCE!
30/03/2016
12:18
São Paulo (SP)

O empate da Seleção Brasileira contra o Paraguai por 2 a 2 em Assunção teve gosto de vitória para Dunga. Contestado por torcida e imprensa, o técnico recebeu o respaldo do diretor de seleções, Gilmar Rinaldi.

Mais do que nunca o país teve 200 milhões de técnicos, cada um com um jogador para colocar no lugar de Alisson, Filipe Luís, Luiz Gustavo e cia. Colocando a paixão de lado e olhando apenas para os valores de mercado de cada um, montamos qual seria o Brasil ideal.

A Seleção da última rodada, sem Neymar e David Luiz, é avaliada em 402,5 milhões de euros contra 63,9 milhões de euros do Paraguai. Com os dois suspensos, e sem Felipe e Gabigol, o valor de mercado sobe para 515,5 milhões de euros.

A hipotética Seleção Brasileira dos mais caros é avaliada em 632,5 milhões de euros. Entre os 'convocados' as novidades seriam os goleiros Neto e Jefferson, os laterais Marcelo e Mário Fernandes, o zagueiro Thiago Silva, os meias Ramires, Felipe Anderson e Alex Teixeira, e o atacante Lucas.