LANCE!
09/02/2016
07:00
São Paulo (SP)

Assim como na ordem do futebol mundial, um argentino lidera a lista dos mais valiosos dos clubes da Libertadores da América 2016. De volta ao Boca Juniors depois de mais de uma década, Carlitos Tévez deixou a Juventus no auge da carreira para retornar ao time de coração e criação. Aos 32 anos, ele é avaliado em 15 milhões de euros, maior entre os 38 participantes da maior competição sul-americana.

A diferença de Tévez para o segundo mais caro é enorme, quase o dobro. Atacante do Atlético Nacional, da Colômbia, Victor Ibarbo é avaliado em 8 milhões de euros. Aos 25 anos, já jogou por Cagliari, Roma e Watford, além da seleção 'cafetera'.

O primeiro jogador de um clube brasileiro é argentino e ex-companheiro de Tévez. Jonathan Calleri chegou e já mostrou seu oportunismo em dois jogos com três gols. Emprestado ao São Paulo, tem 22 anos e é avaliado em 7,5 milhões de euros.

Avaliado em 6 milhões de euros, Dudu, do Palmeiras, é o brasileiro mais caro do setor ofensivo. O jogador do Palmeiras tem o mesmo valor de mercado de Sebastián Driussi, do River Plate, que tem apenas 19 anos e ganhou o torneio.

Outro campeão é Lucas Alario, de 23 anos. Autor de gols decisivos em 2015, o atacante do River Plate é avaliado em 5,5 milhões de euros e não deve ficar muito tempo no River. O valor é o mesmo de Luan, do Grêmio, atacante rápido e habilidoso que se destacou no Brasileirão.

Entre os que estão avaliado em 5 milhões de euros, estão os argentinos Marco Rubén (Rosário Central), Osvaldo (Boca Juniors), Gustavo Bou (Racing) e Cristian Espinoza (Huracán), o uruguaio Rodrigo Mora (River Plate) e o brasileiro Luciano (Corinthians).

A proposta de 16 milhões de euros não foi suficiente para o Atlético-MG vender o argentino Lucas Pratto, de 27 anos, embora seu valor de mercado seja de apenas 4,75 milhões de euros. O valor é um pouco superior aos 4,5 milhões de euros que são avaliados Alan Kardec (São Paulo), Luan (Atlético-MG), Héctor Villalba (San Lorenzo) e Rodrigo de Paul (Racing) e também que os 4,2 milhões de euros de Andrés Chávez, do Boca Juniors.

Fecham a lista dos mais valiosos o atacante André, contratado pelo Corinthians, e Gabriel Jesus, da base do Palmeiras, ambos avaliados em 4 milhões de euros.