LANCE!
03/04/2016
06:00
São Paulo (SP)

Os primeiros anos do século XXI foram marcados pela falta daquele que é considerado o maior clássico do futebol paulista, o dérbi. Isso porque Corinthians e Palmeiras tiveram maus momentos no período e poucos jogos. Mas sempre que jogaram, mostraram o poder do clássico.

De 2001 para cá, são 39 partidas, com 15 empates, 15 vitórias do Corinthians e nove triunfos do Palmeiras. E o grande goleador do confronto no período é Romarinho. O atacante, hoje no Al-Jaish, do Qatar. Romarinho fez cinco gols nos clássicos contra o Verdão e era alvo de brincadeiras por parte da torcida, que dizia que o jogador brilhava contra o rival.

Atrás dele, aparecem quatro jogadores empatados com três gols. Gil, Ronaldo Fenômeno e Danilo são os artilheiros do Corinthians. No Palmeiras, o goleador do século é Obina, autor de três gols em um mesmo jogo em 2009. Nos elencos atuais, o já citado Danilo e Rafael Marques são os artilheiros. Ambos balançaram as redes duas vezes nos dérbis em 2015.

Outros que marcaram ao menos dois gols no clássico neste século são Luizão, Rogério, Liédson, Rosinei, Jorge Henrique, Sheik e Paulinho pelo Corinthians. Arce, Edmundo e Muñoz são os palmeirenses com dois gols. Além deles, Vágner Love é o caso raro, marcou por ambas equipes. Em 2004, o artilheiro do amor fez pelo Verdão e repetiu a dose no ano passado, só que pelo Timão.

Curiosamente, grandes nomes da história recente dos clubes como Barcos, Nilmar, Tevez, Valdivia e Guerrero mão marcaram ou fizeram apenas um gol cada no maior clássico do estado de São Paulo.