Warren Barguil

Francês se dá bem em percurso delicado (AFP)

LANCE!
14/07/2017
13:45
Paris (FRA)

O francês Warren Barguil (Sun Web) levou a melhor na duríssima etapa 13 da Volta da França. O percurso de 101km nos Montes Pirineus, entre Saint Girons e Foix, com três montanhas da categoria mais difícil, a  1, rendeu festa em dose dupla para o ciclista. Além de permanecer com a camisa de melhor montanhista (vermelha com bolinhas), ele festejou o triunfo no dia do feriado nacional francês (14 de julho, a Queda da Bastilha).

Mas os que vieram logo atrás também tiveram motivos para sorrir. O colombiano Nairo Quintana (Movistar) fez valer a sua qualidade como montanhista e chegou em segundo lugar. Alberto Contador (espanhol da Cannondale) terminou em terceiro, com Mikel Landa (espanhol da Sky) em quarto, bem à frente do segundo pelotão, onde estavam os líderes da classificação geral.

Com isso, Landa e Quintana se aproximaram do Top4. Landa saiu de uma distância de 2m55s para o líder Fabio Aru (italiano da equipe Astana) e agora está com 1m09s atrás.

Quintana saiu de 4m01s para 2m07s. O Top4 não sofreu alteração. Além de Aru em primeiro, o atual bicampeão Chris Froome (Sky) está segundo, o francês Romain Bardet (Ag2r) ocupa o terceiro lugar e o colombiano Rigoberto Urán (Cannondale) está na quarta posição.

Todos estão separados por apenas 35 segundos. Já Alberto Contador voltou ao décimo lugar. A prova teve dois pelotões de fuga, mas a partir da terceira grande montanha os quatro primeiros desgarraram.

Nos 500 metros finais, Alberto Contador tentou o sprint, mas logo ficou para trás, com Barguil chegando tranquilo na ponta e Quintana e Landa colados.

Barguil, que visa o título de montanhista, teve uma prova perfeita. Com o triunfo e bônus, chegou aos 94 pontos, contra 33 de Mikel Landa (bem mais preocupado com a camisa amarela). Com isso, dificilmente deixará de levar o caneco.

Entre os velocistas (que buscam o título por pontos e a camisa verde), não houve nenhuma alteração. Todos chegaram lá atrás no limite de tempo e
Marcel Kittel – que venceu cinco das sete etapas planas da Volta da França-2017 – segue muito folgado.

A nova etapa ocorre neste sábado, entre Blagnac e Rodez, de montanha (181,5km) mas com de formas suaves, perfeitas para Aru e Froome e não tão boas para Quintana, que prefere provas com montanhas mais íngremes como a desta sexta-feira.