Ágatha e Duda venceram as duas partidas por 2x0

Ágatha e Duda iniciaram parceria no final de 2016 (Paulo Frank/CBV)

LANCE!
12/02/2017
14:34
São Paulo (SP)

O ouro e a prata no torneio masculino serão acompanhados de mais medalhas do Brasil no Major Series de Fort Lauderdale, nos Estados Unidos. Ágatha/Duda (PR/SE) e Larissa/Talita (PA/AL) venceram seus confrontos pelas quartas de final na noite do último sábado e avançaram às semifinais. Os times só se enfrentarão em eventual decisão ou pela medalha de bronze, garantindo ao menos um pódio ao país no torneio feminino.

Ágatha e Duda terão pela frente as alemãs Laboureur e Sude, enquanto Larissa e Talita encaram as norte-americanas Summer Ross e Brooke Sweat, a partir das 12h (de Brasília). A disputa de bronze, às 15h30, e a final, às 17h, acontecem também neste domingo e terão transmissão ao vivo do canal SporTV 2.

E os duelos vencidos pelas brasileiras foram simplesmente eletrizantes. Ágatha e Duda eliminaram do torneio as norte-americanas Kerri Walsh, tricampeã olímpica, e April Ross, duas medalhas olímpicas. Vitória suada, no tie-break, após perderem dois match points, salvarem outros quatro e finalmente fecharem o jogo por 2 a 1 (16/21, 21/15, 20/18), em 52 minutos.

- Para Duda e eu, é sempre uma final. Encaramos todos os jogos desta maneira e não vou diferente hoje. Vamos estudar muito as alemãs, será uma partida difícil, mas vamos dar nosso melhor dentro de quadra - disse Ágatha após a vitória, completando.

É uma delícia jogar aqui. Os norte-americanos amam o vôlei de praia. Torcem contra quando encaramos uma dupla local, mas mesmo assim é incrível. Eles amam o esporte e torcem para os brasileiros também, a atmosfera é espetacular.

Larissa e Talita (PA/AL) conquistaram a classificação ao superarem Fernanda Berti e Bárbara Seixas (RJ) por 2 sets a 0 (23/21, 21/13), em 39 minutos de duração, nas quartas de final. Foi uma reedição da semifinal da etapa de João Pessoa (PB) no Circuito Brasileiro, duas semanas atrás, com o mesmo resultado.

- É sempre uma partida difícil quando nos encontramos. Jogamos contra elas semanas atrás, no Circuito Brasileiro, foi decidido no tie-break. Acho que hoje tivemos uma boa virada de bola. Nossa defesa e bloqueio funcionaram, fiz alguns bloqueios e Larissa também estava bem no saque. A semifinal será difícil, independente do adversário - disse Talita.

- Nós nos enfrentamos muitas vezes, jogar contra brasileiras é sempre complicado. É um time novo e que começou muito bem na partida, mas acho que hoje a concentração e foco foram muito importantes. Pensamos em curtir, jogar voleibol. Amamos jogar aqui e só pensamos em curtir cada lance - completou Larissa.

Josi e Lili (SC/ES) lutaram muito, mas acabaram eliminadas nas quartas de final para as alemãs Laboureur e Sude, que venceram por 2 sets a 0 (21/14, 21/15), em 39 minutos de partida.

A temporada 2017 do Circuito Mundial é a trigésima primeira nas competições masculinas e vigésima quinta no gênero feminino. Os eventos da categoria Major dão, aproximadamente, R$ 1,8 milhão em prêmios somando os dois naipes. As duplas campeãs somam 1.200 pontos no ranking que define os campeões da temporada.

Fort Lauderdale, que fica no estado da Flórida, recebe uma etapa do Circuito Mundial pela segunda vez na história. Em 2015 a cidade litorânea foi sede do World Tour Finals - etapa que encerra o calendário com os melhores do ano - quando Alison/Bruno Schmidt e Larissa/Talita subiram no lugar mais alto do pódio.