Mogi Basquete

Mogi é o atual líder do NBB 10 (Foto: Reprodução/Twitter NBB)

LANCE!
18/11/2017
16:23
Rio de Janeiro (RJ)

Em seu primeiro jogo do NBB na Arena Carioca 1, no Parque Olímpico (RJ), o Vasco amargou a terceira derrota na competição. Apenar do grande apoio de sua torcida, o time acabou superado pelo invicto Mogi das Cruzes por 82 a 75. 

Tido como um dos favoritos ao título devido ao alto investimento em jogadores, o Vasco não teve uma tarde inspirada. Atrás do placar desde o segundo quarto, a equipe carioca buscou, a todo o momento, reverter o marcador. O Mogi, contudo, mostrou estar afinado neste início de temporada, e soube segurar a pressão alvinegra. O time paulista chega a sua terceira vitória na competição e lidera o NBB.

O grande destaque da partida  foi o ala-pivô americano Tyrone, que retornou de punição. Com 17 pontos somados e oito assistências, ele foi o principal nome do Mogi. Pelo lado vascaíno, com os mesmo 17 pontos, o cestinha foi David Jackson.

Outro carioca a entrar em quadra neste sábado foi o Botafogo. Fazendo sua estreia no NBB, a equipe superou a Liga Sorocabana, no Ginásio Oscar Zelaya, por 70 a 64.  Com 22 pontos, o cestinha da partida foi Jamaal.

Bauru e Franca vencem

Na noite da última sexta-feira, dois jogos agitaram o NBB. Atual campeão da competição, o Sendi/Bauru Basket voltou a vencer e dominou o embalado Joinville/AABJ em pleno Ginásio da Whirpool, na cidade catarinense, por 26 pontos de diferença (97 a 71), o que representou a vitória mais larga da atual temporada da competição até o momento. O cestinha da partida foi o armador americano Kendall Anthony, com 20 pontos em 28 tentativas.

Após anunciar a contratação de Leandrinho, o Sesi Franca também mostrou ótimo poder de reação. Vindo de doída derrota para o estreante Joinville/AABJ, a equipe do técnico Helinho Garcia reverteu uma desvantagem de 14 pontos, forçou a prorrogação contra o Banrisul/Caxias do Sul Basquete e conquistou um emocionante triunfo em pleno cheio Ginásio Vasco da Gama, pelo placar de 86 a 80. O grande destaque individual ficou por conta do pivô Cipolini, autor de 21 pontos (9/12 nos arremessos de quadra), sua melhor marca na temporada, além de oito rebotes e duas assistências.