icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/08/2015
10:18

O jamaicano Usain Bolt deu mais uma demonstração de que segue sendo o homem a ser batido no atletismo. Nesta quinta-feira, ele frustrou novamente o americano Justin Gatlin ao conquistar a medalha de ouro e o tetracampeonato nos 200 metros rasos no Campeonato Mundial de Atletismo, realizado em Pequim, na China.

O recordista mundial da prova conseguiu o melhor tempo deste ano, ao completar a prova em 19s55, no Estádio Ninho do Pássaro. Gatlin terminou logo atrás, com 19s74, e ficou com a prata. O sul-africano Anaso Jobodwana, com 19s87, foi bronze.

As demais conquistas de Bolt nos 200 metros em Mundiais aconteceram em Berlim-2009, quando o astro quebrou o recorde mundial com 19s19, que ainda mantém, em Daegu-2011 e Moscou-2013.

Até o mais recente feito, quem liderava a temporada na prova era justamente Gatlin, com 19s57. O atleta dos Estados Unidos iniciou a competição sob forte expectativa de desbancar a soberania de Bolt.

O jamaicano já soma no currículo 12 medalhas em Mundiais, sendo dez de ouro. Foram três nos 100m, quatro nos 200m e três no revezamento 4x100m.

Em Pequim, Bolt ainda correrá o 4x100m. Ele já havia faturado a medalha de ouro na prova dos 100 metros, no último domingo. Na ocasião, também superou Gatlin.

O jamaicano Usain Bolt deu mais uma demonstração de que segue sendo o homem a ser batido no atletismo. Nesta quinta-feira, ele frustrou novamente o americano Justin Gatlin ao conquistar a medalha de ouro e o tetracampeonato nos 200 metros rasos no Campeonato Mundial de Atletismo, realizado em Pequim, na China.

O recordista mundial da prova conseguiu o melhor tempo deste ano, ao completar a prova em 19s55, no Estádio Ninho do Pássaro. Gatlin terminou logo atrás, com 19s74, e ficou com a prata. O sul-africano Anaso Jobodwana, com 19s87, foi bronze.

As demais conquistas de Bolt nos 200 metros em Mundiais aconteceram em Berlim-2009, quando o astro quebrou o recorde mundial com 19s19, que ainda mantém, em Daegu-2011 e Moscou-2013.

Até o mais recente feito, quem liderava a temporada na prova era justamente Gatlin, com 19s57. O atleta dos Estados Unidos iniciou a competição sob forte expectativa de desbancar a soberania de Bolt.

O jamaicano já soma no currículo 12 medalhas em Mundiais, sendo dez de ouro. Foram três nos 100m, quatro nos 200m e três no revezamento 4x100m.

Em Pequim, Bolt ainda correrá o 4x100m. Ele já havia faturado a medalha de ouro na prova dos 100 metros, no último domingo. Na ocasião, também superou Gatlin.