Em primeiro Mundial da carreira, Thais Fidelis encerra participação na final do individual geral

Thaís Fidelis é a quarta melhor do mundo no solo (Foto: Ricardo Bufolin/CBG)

LANCE!
08/10/2017
17:03
Montreal (CAN)

A jovem de 16 anos, Thaís Fidelis, ficou muito próxima de encerrar o jejum da ginástica artística brasileira - vigente desde a edição de de 2015. Neste domingo, a estreante na competição terminou na quarta colocação na final de solo com 13,666. 

Após sofrer erros em sua série de solo no individual geral, onde terminou na última colocação, a brasileira teve uma boa apresentação, sem erros graves e ficou a aproximadamente três décimos de beliscar o bronze. O Brasil, contudo, se despede uma vez mais de um Mundial de ginástica sem uma medalha. 

O título mundial da prova ficou com a japonesa Mai Murakami (14,233). A prata foi para a americana Jade Carey (14,200) e o bronze ficou com a britânica Claudia Fragapane (13.933). 

A final ainda contou com a lesão da italiana Vanessa Ferrari. Em sua segunda série acrobática, a ginasta machucou o tornozelo esquerdo e abandonou a competição em uma cadeira de rodas.

Confira os pódios do último dia do Mundial de Montreal:

Salto - masculino
1: Kenzo Shirai (JAP) - 14,900 pontos
2: Igor Radivilov (UCR) - 14,899
3: Kim Hansol (CDS) - 14,766

Trave - feminino

1: Pauline Schaefer (ALE) - 13,533
2: Morgan Hurd (EUA) - 13,400
3: Tabea Alt (ALE) - 13,300

Barras paralelas - masculino
1: Zou Jingyuan (JAP) - 15,900
2: Oleg Verniaiev (UCR) - 15,833
3: David Belyavskiy (RUS) - 15,266

Solo - feminino
1: Mai Murakami (JAP) - 14,233
2: Jade Carey (EUA) - 14,200
3: Claudia Fragapane (GBR) - 13,933

Barra fixa - masculina
1: Tin Srbic (CRO) - 14,433
2: Epke Zonderland (HOL) - 14,233
3: Bart Deurloo (HOL) - 14,200