Peter Mayhew e Joonas Suotamo

Joonas Suotamo, à direita, ao lado de Peter Mayhew (Foto: Arquivo Pessoal)

Lucas Pastore
13/01/2016
07:05
São Paulo (SP)

Do sonho de jogar na NBA a um dos papeis mais famosos de uma das maiores franquias da história do cinema. Em apenas dez anos, o finlandês Joonas Suotamo deixou o anonimato das seleções de base de basquete para os holofotes. Só não esperava que fosse fora das quadras, interpretando o personagem Chewbacca no filme Star Wars - O Despertar da Força.

Quando terminou a Divisão B do Europeu sub-20 de 2005, disputada na Bulgária, com médias de 13,4 pontos e 6,3 rebotes em 23 minutos por jogo, convertendo 58,1% dos arremessos de quadra que tentou, Suotamo mostrou que tinha potencial para o basquete profissional. Por isso, foi tentar a sorte
como jogador universitário nos Estados Unidos, defendendo as cores de Pennsylvania State.

Porém, durante a pré-temporada antes de seu primeiro ano universitário, o finlandês sofreu uma fratura por estresse no pé esquerdo que o fez perder a fase preparatória mais os oito primeiros jogos do campeonato. A lesão mudou o destino do então jogador, que anotou somente 22 pontos nos 34 jogos que disputou entre 2005 e 2008 pela universidade em que estudou.

A lesão, no entanto, foi uma oportunidade para Suotamo investir em outra paixão. Fã de artes cênicas desde cedo, o finlandês, que já havia interpretado papeis de destaque em peças no colegial, estudava cinema nos Estados Unidos enquanto jogava basquete.

A aposta deu certo. O elenco de O Despertar da Força precisava de um dublê para Peter Mayhew, que, aos 71 anos, necessitava de ajuda para aguentar o ritmo de interpretar Chewbacca, personagem que imortalizou na triologia original.

Como Mayhew tem 2,21m, a produção precisava de alguém alto. Foi então que o técnico de basquete finlandês Henrik Dettmann, hoje no Besiktas, ajudou a separar fotos e vídeos de Suotamo, que, com 2,09m, foi escolhido.

O "novo Chewbacca" diz ainda amar o basquete, mas hoje, aos 29 anos de idade, prefere investir na carreira artística, apostando também nas habilidades como cantor e diretor para decolar.

Que a força esteja com ele.

VEJA UM BATE-BOLA EXCLUSIVO DO L! COM SUOTAMO

Você sempre foi fã de Star Wars? Ou só depois de ganhar o papel?
Eu sempre fui fã. É um dos melhores filmes da história para mim, contando toda a saga. Eu sonhava em ser Luke Skywalker no começo, mas nunca imaginava que meu destino seria interpretar o Chewbacca. Definitivamente, nunca foi nem um sonho para mim!

Quanto tempo demorava para transformar você em Chewbacca?
Bem, a primeira coisa era a maquiagem para os olhos. Depois, uma vestimenta preta de lycra. Depois, a vestimenta com os pelos. Mas não demorava muito. Se
estivéssemos com pressa, dava para tudo ser feito em 40 minutos.

Era quente dentro da roupa?
Você já esteve em uma sauna? A sensação é a mesma (risos). E teve uma vez que eu tive de ficar com a roupa por duas horas! Mas estava adorando tanto toda a experiência que nem me importei com isso.

Como foi trabalhar com Peter Mayhew? Ele te deu dicas?
Conversamos no quarto de hotel dele antes das filmagens. Ele disse que eu era magro demais para ser um wookiee (risos). Passei a comer mais nas refeições. Ele é um grande cara, me deu muito apoio.

Como foi saber que Han Solo morreria? Você guardou o segredo? Sabe mais algum da série?
Foi muito emocionante. Eu não esperava. Foi muito triste, mas também muito bonito. Eu contei só para meus familiares. E se eu soubesse de mais alguma coisa sobre o filme, não contaria (risos).