icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder RADAR/LANCEPRESS!
28/08/2015
20:09

Em meio a um momento de muita animação e expectativa pelas novidades recentes, a comunidade bolicheira se prepara para a disputa do 30º Campeonato Brasileiro Individual, que começa na próxima sexta-feira e vai até segunda, no feriado de 7 de setembro. Divididos em quatro divisões masculinas e duas femininas, 110 atletas vão rolar a bola em busca de muitos strikes e da ida ao pódio. As duas casas do Boliche Social Club, no Rio de Janeiro, serão utilizadas: homens atuarão no NorteShopping, em Del Castilho, enquanto as mulheres jogarão no BarraShopping, na Barra da Tijuca. A entrada é franca.

A euforia dos jogadores brasileiros é justificável. Afinal, há pouco mais de um mês, no dia 25 de julho, o país comemorava o primeiro ouro da modalidade em Jogos Pan-Americanos depois do brilhante desempenho de Marcelo Suartz na competição individual. Antes disso, no dia 22 de junho, o boliche fora incluso numa seleta lista de oito esportes que pleiteia duas vagas no programa olímpico de Tóquio-2020. Para completar a alegria dos amantes do esporte, o Rio foi escolhido pela PABCON (Confederação Pan-Americana de Boliche) como sede do Pan-Americano de seleções, que será realizado no BSC NorteShopping em setembro ou outubro de 2016.

Competição individual mais importante do calendário nacional, o Brasileiro Individual contará com os últimos vencedores defendendo seus títulos. Campeão brasileiro, sul-americano e das Américas, Marcelo, do Clube Friends (SP), busca o bi no mesmo boliche no qual superou Juliano Oliveira (RJ) na final de 2014. Também do Friends, a experiente Roseli Santos tenta o tricampeonato. John O'Donnell Jr., finalista no ano passado, Márcio Vieira, campeão sul-americano individual sênior, Charles Robini e Roberta Rodrigues (os dois últimos representantes do Brasil no Pan de Toronto) são algumas das outras feras que estarão em ação no evento.

O Rio ainda receberá, depois do Brasileiro Individual, outros dois torneios do Circuito Nacional. Entre 31 de outubro e 2 de novembro acontece a Taça Santa Catarina (que será realizada na cidade por falta de condições técnicas para a realização do evento no estado do Sul), enquanto entre 5 e 8 de dezembro haverá a disputa do Campeonato Brasileiro de seleções estaduais.

Em meio a um momento de muita animação e expectativa pelas novidades recentes, a comunidade bolicheira se prepara para a disputa do 30º Campeonato Brasileiro Individual, que começa na próxima sexta-feira e vai até segunda, no feriado de 7 de setembro. Divididos em quatro divisões masculinas e duas femininas, 110 atletas vão rolar a bola em busca de muitos strikes e da ida ao pódio. As duas casas do Boliche Social Club, no Rio de Janeiro, serão utilizadas: homens atuarão no NorteShopping, em Del Castilho, enquanto as mulheres jogarão no BarraShopping, na Barra da Tijuca. A entrada é franca.

A euforia dos jogadores brasileiros é justificável. Afinal, há pouco mais de um mês, no dia 25 de julho, o país comemorava o primeiro ouro da modalidade em Jogos Pan-Americanos depois do brilhante desempenho de Marcelo Suartz na competição individual. Antes disso, no dia 22 de junho, o boliche fora incluso numa seleta lista de oito esportes que pleiteia duas vagas no programa olímpico de Tóquio-2020. Para completar a alegria dos amantes do esporte, o Rio foi escolhido pela PABCON (Confederação Pan-Americana de Boliche) como sede do Pan-Americano de seleções, que será realizado no BSC NorteShopping em setembro ou outubro de 2016.

Competição individual mais importante do calendário nacional, o Brasileiro Individual contará com os últimos vencedores defendendo seus títulos. Campeão brasileiro, sul-americano e das Américas, Marcelo, do Clube Friends (SP), busca o bi no mesmo boliche no qual superou Juliano Oliveira (RJ) na final de 2014. Também do Friends, a experiente Roseli Santos tenta o tricampeonato. John O'Donnell Jr., finalista no ano passado, Márcio Vieira, campeão sul-americano individual sênior, Charles Robini e Roberta Rodrigues (os dois últimos representantes do Brasil no Pan de Toronto) são algumas das outras feras que estarão em ação no evento.

O Rio ainda receberá, depois do Brasileiro Individual, outros dois torneios do Circuito Nacional. Entre 31 de outubro e 2 de novembro acontece a Taça Santa Catarina (que será realizada na cidade por falta de condições técnicas para a realização do evento no estado do Sul), enquanto entre 5 e 8 de dezembro haverá a disputa do Campeonato Brasileiro de seleções estaduais.