icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
24/08/2015
09:11

A velocista brasileira Rosângela Santos até conseguiu uma boa largada na final dos 100 metros rasos no Campeonato Mundial de Atletismo, em Pequim (CHN). Com 11s07, chegou perto de igualar a sua melhor marca na temporada (11s04), mas sabia que era preciso mais para conquistar uma medalha. Nesta segunda-feira, no Estádio Ninho do Pássaro, a atleta ficou em quarto lugar em sua bateria.

Apesar de ter começado bem a prova, Rosângela acabou ultrapassada por Kelly-Ann Baptiste, de Trinidad e Tobago, e Natasha Morrison, da Jamaica, nos segundos finais. A bateria foi vencida pela americana Tori Bowie, com o tempo de 10s87.

Ao final de todas as baterias, Rosângela teve apenas o 12º melhor tempo. A jamaicana Shelly-Ann Fraser-Pryce, conhecida como "Usain Bolt de Saias'' foi a mais rápida, com 10s82. Na decisão, ela se sagrou tricampeã, com tempo de 10s76. Completaram o pódio a holandesa Dafne Schippers e a jovem americana Tori Bowie.

A brasileira ainda vai disputar em Pequim as provas dos 200m e do revezamento 4x100m.

A velocista brasileira Rosângela Santos até conseguiu uma boa largada na final dos 100 metros rasos no Campeonato Mundial de Atletismo, em Pequim (CHN). Com 11s07, chegou perto de igualar a sua melhor marca na temporada (11s04), mas sabia que era preciso mais para conquistar uma medalha. Nesta segunda-feira, no Estádio Ninho do Pássaro, a atleta ficou em quarto lugar em sua bateria.

Apesar de ter começado bem a prova, Rosângela acabou ultrapassada por Kelly-Ann Baptiste, de Trinidad e Tobago, e Natasha Morrison, da Jamaica, nos segundos finais. A bateria foi vencida pela americana Tori Bowie, com o tempo de 10s87.

Ao final de todas as baterias, Rosângela teve apenas o 12º melhor tempo. A jamaicana Shelly-Ann Fraser-Pryce, conhecida como "Usain Bolt de Saias'' foi a mais rápida, com 10s82. Na decisão, ela se sagrou tricampeã, com tempo de 10s76. Completaram o pódio a holandesa Dafne Schippers e a jovem americana Tori Bowie.

A brasileira ainda vai disputar em Pequim as provas dos 200m e do revezamento 4x100m.