Jonah Lomu (foto:AFP)

Jonah Lomu fez quatro tries numa semifinal de Copa do Mundo. E ainda é o "artilheiro" dos Mundiais  (foto:AFP)

RADAR/LANCE
18/11/2015
00:18
Auckland (NZL)

Jonah Lomu, lenda do rúgbi que morreu na noite desta terça-feira (manhã de quarta na Nova Zelândia) aos 40 anos por causa de problemas renais, é o jogador que mais tries fez em jogos da Copa do Mundo de Rúgbi. O try é o gol deste esporte, que ocorre quando o jogador atravessa a linha de fundo com a bola dominada. Foram 15 no total. Na recente Copa do Mundo realizada na Inglaterra e que terminou com a Nova Zelândia chegando ao tricampeonato, o sul-africano Habana também chegou aos 15 tries. Porém, num confronto direto, os especialistas consideram que Lomu ainda está na frente. Para o jornalista neo-zelandês Duncan Johnstone os motivos são:

- Lomu marcou 15 tries em duas Copas (1995 e 1999) e 11 jogos. Habana, em três Copas (2007, 2001 e 2015) e 15 jogos

- Lomu fez 13 dos 15 tries em jogos contra seleções de primeiro nível, em clássicos. Habana fez 12 em seleções mal ranqueadas.

-Lomu não fez tries em apenas três dos 11 jogos em que esteve em campo numa Copa do Mundo. Habana passou em branco e sete dos seus 15 jogos.

Habana, que está em qualquer lista dos 20 maiores jogadores da história do rúgbi, quando foi perguntado sobre o fato de igualar o recorde de Lomu, disse que uma comparação entre o neo-zelandês e qualquer outro jogador seria uma covardia.

- Já posso me aposentar me considerando um privilegiado por ter igualado a marca de uma lenda. Mas, por favor, não me compare com um atleta que mudou o estilo de um jogo e se tornou a primeira estrela global do rúgbi, reconhecido e adorado em quase todo o mundo. Lomu não é apenas um modelo e um herói para mim e para qualquer jogador deste esporte. Mas um inacreditável profissional, humilde dentro e fora de campo.O respeito que temos por ele é imenso - disse.

Além deste recorde, Jonah Lomu ostenta o maior número de tries em uma única Copa (oito em 1995) e é dele a maior atuação individual, com quatro tries na semifinal do Mundial de 1995 contra a Inglaterra, sendo que um deles (o primeiro) está entre os mais bonitos de todos os tempos.