Estádio Al Wakran, do Qatar. (Foto: Divulgação)

Estádio Al Wakrah, do Qatar, receberá jogos na Copa do Mundo de 2022  (Foto: Divulgação)

Daniel Bortoletto
10/02/2016
07:10
Enviado Especial a Doha (QAT)

O Qatar não está satisfeito em ser "apenas" a sede da Copa do Mundo de 2022. O país planeja agora a candidatura da capital Doha para receber a Olimpíada de 2028.

O Comitê Olímpico catari já trabalha, com ajuda dos organizadores do Mundial de futebol, para desenvolver um projeto sólido, capaz de conquistar a simpatia do Comitê Olímpico Internacional (COI). O Qatar entrou nas disputas preliminares para receber os Jogos de 2016 e 2020, mas acabou eliminado antes das votações.

A intenção é usar parte da estrutura da Copa como trunfo para ter os Jogos Olímpicos. Serão construídos oito estádios (veja lista abaixo), todos com previsão de inauguração até 2020. Nenhum deles terá capacidade menor do que 40 mil lugares. Mas alguns serão reduzidos após o Mundial para não se transformarem em elefantes brancos. Outros serão adaptados para receber, por exemplo, um parque aquático.

- Todas as facilidades estarão prontas para todo mundo até a Copa, em 2022. Teremos praticamente 99% pronto até lá. Nosso alvo é receber a Olimpíada um dia. Você nunca sabe. Talvez já para 2028.

Atualmente Doha já é um canteiro de obras. Além da necessidade de construção dos estádios, a capital do país árabe está construindo uma extensão rede de metrô, algo que pretende usar como diferencial.

O projeto prevê uma malha metroviária de 215 quilômetros, com quase 100 estações ligando praticamente toda a capital, além de algumas cidades da região metropolitana. Segundo Abdulla Al Subaie, responsável pela construção, a primeira etapa será entregue em 2019, com 75 quilômetros, 37 estações e três linhas (Vermelha, Dourada e Verde). Já a segunda parte entregará os 130 quilômetros restantes, a linha adicional Azul e mais 60 estações.

- O Qatar tem atualmente dois milhões de habitantes e terá 3,6 milhões em 2031. Queremos transportar cerca de 1,5 milhão de pessoas com o metrô, reduzir o número de carros e se transformar no principal meio de transporte do país - comentou Al Subaie.

VEJA UM COMPARATIVO ENTRE METRÔS PELO MUNDO

Metrô de São Paulo - Cinco linhas, 68,5 quilômetros de extensão e 61 estações
Metrô do Rio de Janeiro - Duas linhas, 46 quilômetros e 36 estações
Metrô de Londres - 11 linhas, 408 quilômetros de extensão e 275 estações
Metrô de Nova York - 24 linhas, 368 quilômetros de extensão e 468 estações

Metro
Metrô de Doha está em expansão (Foto: Divulgação)

O Qatar também pretende usar a experiência recente com grandes eventos para convencer eleitores do COI. Em 2015, o país organizou o Mundial masculino de handebol, o de boxe e o de atletismo paralímpico. Este ano, vai receber o Mundial de ciclismo. Em 2018, será a vez da ginástica olímpica. Em 2019, o Qatar organizará o Mundial de Atletismo e, em 2023, o de esportes aquáticos.

- O Qatar é capaz de competir com os grandes países do mundo por qualquer competição. Seguiremos recebendo campeonatos com êxito na organização e buscando resultados esportivos melhores. Vamos mostrar que o Qatar é a capital do esporte no mundo árabe - finalizou Thani Al Kuwari.

O COI decidirá no próximo ano a sede dos Jogos de 2024. Na sequência abrirá a disputa para a edição de 2028.

Os estádios para a Copa de 2022 / capacidade

Lusail - 80 mil (será usado na abertura e encerramento)
Al Bayt - 60 mil (depois será reduzido para 35 mil)
Al Rayyan - 45 mil (cairá para 25 mil)
Khalifa - 40 mil (será o primeiro a ser entregue, já neste ano)
Al Wakrah - 40 mil (ficará depois com 25 mil)
Qatar Foundation - 40 mil (ficará pronto em 2019)
Al Thumana - 40 mil (previsto para 2020)
Ras Bu Abboud - 40 mil (outro com previsão de entrega daqui quatro anos)